As Palavras do Senhor

Afinal Jesus Existiu Ou Não Existiu ? Será Que Existiu E Não Foi Nada Do Que é Narrado Hoje ?

Afinal Jesus existiu ou não existiu ? Será que existiu e não foi nada do que é narrado hoje ? Será que Constantino deu uma bela “ZONEADA” na história e misturou tudo ? E ai, alguém tem uma boa explicação para isso ?
FAVOR NÃO COLOQUEM LINK DO FILME “ZEITGEST”, ESSE FILME JÁ CIAU DE CONCEITO ENTRE OS MAIS FAMOSOS CIENTISTAS, É UM FILME FORÇADO E SEM CONTEXTO, digamos que é um filme “ateu”(provocativo, revoltado, desgostoso, politicado) , não é um filme verdadeiramente “ATEU” .
Quem viu o ZEITGEIST e acreditou naquilo ao pé da letra pode desconsiderar-se “ATEU”, é “ateusinho”

COMENTÁRIOS FACEBOOK

Comments to Afinal Jesus Existiu Ou Não Existiu ? Será Que Existiu E Não Foi Nada Do Que é Narrado Hoje ?

  • Não vejo nenhuma razão lógica para afirmar a inexistência de Jesus. Acreditar ou não é algo pessoal, mas de minha parte acredito que tenha existido, mas não acredito na história exagerada e fantasiosa que contam, inventaram ou copiaram de outras tradições.
    Quanto ao vídeo Zeitgeist, é o típico sofisma, que reune alguns dados reais para forjar uma conclusão falsa. Há várias evidências claras que demonstram isso, tanto físicas quanto lógicas.
    É evidente que existe relação entre o mito de Hórus e o mito Jesus, mas isso não pressupõe ou prova a inexistência desse último. A mim parece mesmo uma transferência, uma adaptação de um mito sobre uma vida talvez real.
    Seja qual for a verdade, por trás de tudo isso existe um legado filosófico, moral e ético, que pode ser aplicado na vida prática de qualquer ser humano. É isso que interessa, sendo o resto detalhe menos relevante.
    Paz e Luz!

    Amnyotep 1 Setembro, 2009 11:32
  • O que caracteriza a verdade existencial são as narrativas históricas que devem se basear nas versões dos inimigos muito mais do que na versão dos que vencem e criam estórias a seu próprio respeito.
    Quando vemos quem perdeu falando da sua derrota as coisas soam de forma mais crível.
    A coluna de Trajano mostra Decébalus, Rei da Dácia, como um oponente temível e opulento, porém isso apenas denota a capacidade bélica de Trajano. Quem poderia falar do episódio seria o próprio Rei de Sarmizegetuza!
    Constantino apenas fala, igualmente os depoimentos de Tácito, Suetônio, Plínio o Jovem, Flávio Josefo e mais alguns adidos da vontade soberana de “Consta”, o que não se constitui em prova já que o pressuposto fato não gerou nenhuma repercussão histórica, mas foi um repercussão da adoção do cristianismo por Constantino na ROMA que decaía a um argumento para derrubar Maxêncio, Maximino e Licínio!
    Cadê o corpo?
    A hábil mentira subverte algo tão simples!
    Em suma:
    Apenas um coisa para mentes infantis e apedeutas!

    KÉFREN 1 Setembro, 2009 11:32
  • Existiu sim. Os sauditas têm os pergaminhos + antigos já encontrados. Eles falam sobre Yeshua e contam parte de sua história. O Profeta cristão pregava os ensinamentos de Gautama, o Buda histórico.
    Evidente que foi assim que aconteceu.
    Constantino usou a lenda de Mitra p/ forjar a divindade de Yeshua e a lenda de Hórus p/ contar a sua história.
    Mas quem modificou tudo foi Paulo, o amado ‘apostolo’ cristão. Não deveria ser cristianismo e sim paulismo/saulismo. Este homem destruiu os ensinamentos de Yeshua e o transformou em si próprio. Ele roubou a cena.
    Sem Paulo o cristianismo jamais teria ido avante.
    A morte de Yeshua sequer foi notada, sequer foi escrita no jornaleco de Flávio Josefo.
    Ele colocou Yeshua no local certo e na hora certa, transformou 1 agitador em herói. 1 herói que nunca fez nada por seu povo, ao contrário disto queria criar 1 dissidência no judaísmo, dissidência esta que causou a morte de muitas pessoas na época e continua a causar mortes até hoje.
    Imaginemos se Yeshua tivesse morrido onde hoje se situa a Arábia, teria passado desapercebida a sua morte, eles já tinham deuses e deusas em demasia. O mesmo aconteceu na Palestina, os romanos tinham deuses e deusas demais e os hebreus não queriam + que 1 deus.
    ?aninha
    °

    U_PS? 1 Setembro, 2009 11:32
  • Se tratando do Zeitgest eu sou um completo analfabeto, nunca assisti o filme, não tenho muita idéia do que se trata.
    Para mim Jesus existiu, mas não da forma com que estava escrito na Bíblia, ou ele foi um homem comum ou um revolcionário(mas sem poderes milagrosos) que se insturgiu contra Roma e foi crucificado

    gugams20 1 Setembro, 2009 11:32
  • Sabe que eu não sei!!!
    Se ele existiu ou não, é uma dúvida que gostaria de conseguir esclarecer!
    Mas quanto a divindade dele isso eu não acredito!!
    Mas quanto ao homem Jesus, pode ser que tenha existido!!!
    Mas..!! É tudo muito doloroso, tocante, horrível e sofrível! Terrível demais!!! Só que não acredito, apesar de ter até assistido o filme:.”Paixão de Cristo” e realmente fiquei chocada e emocionada com tanto sofrimento e crueldade !!
    Mas não tenho Fé para crer!!!
    Quanto ao Zeitgeist que você tanto fala ainda não tive a oportunidadede ver, quem sabe…. se me der vontade!!!
    (mas ando tão sem vontade para vídeos….!!rsrsr)
    Abraços de uma “ateusinha”, mas do bem!! kkkkkk
    Shaiya!!

    Shaiya light&darkness 1 Setembro, 2009 11:32
  • Não posso responder à sua pergunta sobre o Senhor Jesus, porquê o convencimento de Sua existência, não pode ser evidenciado por raciocínios. A fé é a única maneira de você tocar o inexprimível, porque nasce do sentimento. E razão não combina com sentimento, pois este, tem origem na alma e não no cérebro. A Fé, é um dom do Espírito. Jesus é Espírito, e é por isso que os Seus verdadeiros adoradores O adoram em Espírito e em Verdade. Em verdade porquê aquele que acredita, procura praticar os ensinamentos do Evangelho que promete: “Conhecereis a Verdade e Ela vos libertará.” Mas que verdade? A verdade não é subjetiva? Sim a verdade humana, que você avalia através dos valores temporais, mas eu estou me referindo à Verdade espiritual e eterna, a Verdade que mantém em ordem toda a organização do universo e da criação e que revela a existência do seu Criador. O Evangelho chegou até os nossos dias, com essa redação inspirada pelo Espírito de Deus, por isso, os ensinamentos alí contidos permanecem inalterados até hoje. Viu? Não respondi.

    Maria Celia C. 1 Setembro, 2009 11:32
  • Saber se Jesus existiu ou não é questão, de certa forma, secundária. De qualquer jeito, alguém formulou os ensinamentos atribuídos a Ele. Esses ensinamentos (contidos nos quatro Evangelhos) são considerados por alguns, um verdadeiro Tratado Universal de Psicologia. CONCLUINDO: Para atuar no mundo como cristão, basta amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. A questão da existência histórica de Jesus não deve perturbar ninguém.

    apologal 1 Setembro, 2009 11:32
  • Acredito que existiu, mas quanto a todos os seus feitos narrados no novo testamento da Bíblia eu não acredito. Na loucura desenfreada de anunciá- lo como o messias muita coisa foi alterada e até mesmo inventada, envolvendo ainda diversos interesses de poder. Começando por seus apóstolos vem aí mais de dois mil anos de manipulação da palavra e como diz o ditado, “quem conta um conto aumenta um ponto”. Fico então com uma poesia de Mário Quintana que é assim:
    DOS MILAGRES
    O milagre não é dar vida ao corpo extinto,
    Ou luz ao cego, ou eloqüência ao mudo…
    Nem mudar água pura em vinho tinto…
    Milagre é acreditarem nisso tudo!

    Cheap Logo Design 1 Setembro, 2009 11:32
  • Com certeza existiu, e nunca criou religião alguma.Jesus é um irmão nosso mais evoluido que veio para nos dar exemplo de comportamento e conduta. Não veio para tirar o pecado do mundo como ensinam os religiosos profissionais,porque se ele veio com esse missão de tirar o pecado ele falhou basta avaliar como o planeta que vivemos esta cada dia pior.entre neste site http://www.uniaodivinista.org/ Não acredito em religião.

    Juci R 1 Setembro, 2009 11:32
  • Com certeza existiu. Se olharmos a história através:
    – do filósofo Filon de Alexandria (30 A.C – 54 D.C.);
    – do escritor e filósofo Sêneca ( 4 A.C – 65 D.C);
    – do historiador Flávio Josefo (37 ou 38 D.C.).
    E por aí vai. Então podemos fazer a seguinte pergunta: Algum deles marcou a história do mundo ao ponto de dividi-la em duas? Ou seja, antes e depois, como podemos ver na data de suas biografias?
    Pois bem, Jesus Cristo o fez. Ele tanto existiu e é de suma importância que os dias são contados antes de Cristo (A.C.) e depois de Cristo (D.C.). Esta é a maior prova, ninguém por mais que seja tão importante no curso da história, serviu para dividi-la.
    Um abraço.

    lele 1 Setembro, 2009 11:32
  • Jesus é um espirito super² elevado
    ele esta na 7 esfera de evolução , é um cristo planetario
    ele encarnou na terra com a misão de reelembrar a mensagem do AMOR pq ma epoca ninguem sabia mais oque era isso.
    Espero ter ajudado
    Abraço..

    Loktuus 1 Setembro, 2009 11:32
  • existiu sim ,comprovadamente por diversos estudiosos e cientistas , quanto ao antigo testamento ainda não conseguiram nem provar a existencia de moises e outras diversas coisitas

    ??•Anja de Verdade??•Ana Paula?? 1 Setembro, 2009 11:32
  • rapaz sem nenhum sentimento de blasfemia eu te digo que não acredito na existencia de jcristo, existem varias evidencias que suas historias foram clonadas

    pitoca67 1 Setembro, 2009 11:32
  • Lógico que existiu e existe até hoje.

    Libélula 1 Setembro, 2009 11:32
  • Sou um ateuzinho pois assisti o zeitgeist e concordo com êle.

    paulking 100% ATEU 1 Setembro, 2009 11:32
  • Jesus nunca existiu!
    Assistam “Zeitgeist”: http://www.youtube.com/watch?v=CZ8naJjap…http://www.youtube.com/watch?v=vLNpdi41A…http://www.youtube.com/watch?v=mMAtJs8rP…
    ____http://www.geocities.com/realidadebr/tex…
    ¨¨¨¨¨¨¨
    .

    Marcia 1 Setembro, 2009 11:32
  • Jesus já existia muito antes de Cristo.
    Depois de Cristo ele passou a existir mais ainda.

    Alair 1 Setembro, 2009 11:32
  • Foi um homem comum.

    Quimera 1 Setembro, 2009 11:32
  • jesus o deus ?

    Marcos Dias Geek Maligno Budista 1 Setembro, 2009 11:32
  • Jesus existiu? (nova edição, revista e ampliada)
    Jesus não pode ser considerado um personagem histórico, é muito pouco provável que tenha existido.
    Tanto que a igreja primitiva teve que falsificar a obra de Flavio Josefo (escritor judeu cujas obras “A Guerra
    dos Judeus” e “Antiguidades Judaicas” referem-se ao período em que Jesus teria vivido).
    Foi acrescentado, pelos copistas da igreja, um trecho onde Flavio Josefo declara que “Foi naquele tempo … que apareceu Jesus, homen sábio, se é que falando dele, podemos usar este termo – homem. Pois ele fez coisas maravilhosas … Foi ele o
    Messias esperado.”
    Orígenes de Alexandria(185 – 253) considerado um dos “pais da igreja” escreveu o “Contra Celso” (por volta de 248), em que combate os escritos de Celso, escritor romano que criticava muito os cristãos (a igreja, quando tomou o poder, destruiu todas as obras de Celso).
    Nesta obra, Orígines censura Flavio Josefo por não reconhecer Jesus como o Messias. Então, nesta época, não havia essa referência a Jesus na obra de Flavio Josefo.
    No século IV (por volta de 317), Eusébio escreveu a História Eclesiástica, onde ele faz referência ao trecho que foi acrescentado na obra de Flávio Josefo.
    Então, a interrpolação se deu entre os anos de 248 e 317.
    Outro escritor judaico, da mesma época, Filon de Alexandria (30 AC – 54 DC), apresentou idéias que foram utilizadas pelo cristianismo. Engels o classificou como “pai do cristianismo”. Apesar da semelhança entre suas idéias e as atribuídas a Jesus, Filon nada fala de Cristo ou dos cristãos!
    Justo de Tiberíades (século I) escreveu Crônica dos Reis Judeus (de Moisés a Agripa II). Também, nada fala sobre Jesus.
    Sêneca (4 AC – 65 DC), filósofo estóico, de quem o cristianismo aproveitou muitas idéias, não faz alusão a Jesus ou aos cristãos.
    A aparência de Jesus que vemos, hoje em dia, foi criada na Renascensa, de modo a torná-lo atraente, segundo os padrões de beleza da época.
    Quanto à aparência de um judeu, no século I, dê uma olhada no meu avatar.
    Os links abaixo mostram o que a medicina forense tem a dizer a respeito.
    Why do we think Christ was white?http://news.bbc.co.uk/1/hi/uk/1244037.st…
    Real Face Of Jesus: December 2002 Cover Storyhttp://www.popularmechanics.com/science/…
    Foi capa da Veja:
    A última face de Cristo
    Técnica de reconstituição facial põe em
    xeque imagem clássica do rosto de Jesus http://veja.abril.com.br/040401/p_064.ht…

    Irapoan 1 Setembro, 2009 11:32
  • Gente, começando com o fato de que a pergunta básica é se Jesus existiu e não se acreditamos que ele existiu, temos que encarar a dura realidade. Não há nenhuma prova, nem mesmo mínima, de sua existência. Não há nenhum pergaminho, pelo menos confiável. Não tem em nenhum museu do mundo uma cuia, cálice, vestimenta, cajado, ou qualquer outra coisa que possa ser relacionada a ele e muito menos aos seus seguidores. Fazendo de conta que ele existiu e ressucitou, veja que ele só apareceu para as mulheres que o seguiram, os apóstolos ou para os desconhecidos e inexpressivos discípulos de Emaus. Na justiça de nenhum país estas pessoas poderiam sequer testemunhar em seu favor. Assim, os criadores dessa falácea sempre contam com uma tal de fé cega para garantir o dízimo e o controle das massas. Crer sem provas é burrice. Ter fé não faz nada existir, muito mesnos resolver qualquer problema humano. Se Jesus existisse, já teria aparecido para todos e não ficaria com o joguinho infantil de “acreditem em mim”. Os tais manuscritos que o colega acima afirma estar em poder dos Árabes ou coisas do tipo jamais existiram. Vamos falar a verdade, por mais dura que seja, qual o ciêntista não buscou as verdades sobre Deus e Jesus? Quais os arqueólogs que não tentaram achar um fio da roupa de Jesus? Se algum manuscrito, objeto ou qualquer outra coisa trouxesse a prova cabal da existência de Jesus, isso seria alardeado e os Ateus seriam fortemente compelidos a acreditar. Porém isso não existe. Vá ao Louvre ou qualquer outro museu. Conheça as provas de existência de Ramsés, Alexandre o Grande, Nabucodonosor e vários outros. Mas maravilhe-se de que só vai ouvir falar de jesus onde está escrito na placa “A.D. ou B.C.”.

    gcouto 2 Setembro, 2010 22:55

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Loading...