As Palavras do Senhor

È Certo Os Pais Educarem Os Filhos Desde Cedo Numa Certa Religião?

Houve liberdade nisto?
Muitos vangélicos o são por terem páis evangélicos que doutrinaram-nos, poucos, apenas uns 30% ou menos dos evangélicos o são por vontade própria.
Com ateu e outras religiões é o mesmo. No irã todos são e seguem a mesma religião dos pais.
Segundo vcs, isso é correto ou deveriamos dar o direito de escolha de religiao, partido politico para nossos filhos?
Eu acho que quem busca por liberdade no final das contas a verdade conhecerás, mas quem é doutrinado e o deixa ser, esse sim vai cair num tremendo calabouço.


Comments to È Certo Os Pais Educarem Os Filhos Desde Cedo Numa Certa Religião?

  • Ensina à criança o caminho que deve andar e até quando ela envelhecer não se desviará dele.
    Os pais podem ensinar o caminho correto ou errado aos filhos, mas a liberdade de escolha ainda será da criança. Pois todos fomos dotados por Deus, de livre arbítrio.
    Um abraço.

    WP Robot 3 Julho, 2009 14:30
  • Eu diria que é inevitável. Mesmo que os pais não queiram influenciar os filhos em sua escolha, eles influenciarão sempre, pois a religião vai fazer parte de seus hábitos diários. O principal é que os pais também permitam que seus filhos tenham a liberdade de conhecer os princípios de outras crenças e também as argumentações dos ateus.

    Moreno 3 Julho, 2009 14:30
  • Axo certo em partes
    pke o filho desde cedo tem que ter uma religião
    errado eu acho depois de certa idade o pai não deixar o filho
    seguir a religião que quer…
    Não da pra uma pessoa fikar até 8, 9 ou 10 anos
    sem religião pra depois escolher o que seguir
    …Euu sou filho de pais católicos, mas sou evangélico, assim como conheço o inverso…Meus pais no começo estranharam a decisão,
    mais logo aceitaram numa boa…

    Leonan Braga 3 Julho, 2009 14:30
  • Querendo liberdade demais foi que Lucifer deixou de ser um anjo e decaiu.
    Não só é correto como é necessário incultirmos desde cedo em nossas crianças os sagrados ensinamentos de Deus.
    Se todos assim fizessemos veriamos menos barbáries espalahadas por este mundo.
    🙂
    ”Para o sucesso dos maus basta que os bons fiquem de braços cruzados”
    Em todo caso se mais tarde a criatura insisitr em seguir pelos descaminhos da vida, sempre poderá converter-se em ateu ou agnóstico.
    🙂

    RafinhaA 3 Julho, 2009 14:30
  • A biblía diz ENSINA o menino no caminho que deve andar, mas não diz dotrine, obrigue, diz ensine.
    Todos nos temos educação básica na vida secular para daí seguirmos uma profissão, a Biblía é um livro de condutas e fé…Por tanto, estaremos dando o melhor para eles, meus filhos foram criados assim, eu fui criada assim, minha filha é evangélica, meu filho não, e eu o respeito e amo, do mesmo modo, porque salvação é coisa individual, eu fiz minha parte, Deus com certeza fará a Dele, porque eu fui obidiente, Creio que ainda direi ” eu e minha casa serviremos ao Senhor!
    Para tudo existe um tempo. E não cai uma folha sem que Deus permita, por que somos livres para adora-lo…Ou não, muitos são chamdados mas poucos escolhido, por isso no novo testamento Ele ensina “procura apresentar-se a Deus, como obreio que não tem de que se envergonhar, e que maneja bem a sua palavra”
    Deus te abençoe e guarde!
    Beijos

    ornela 3 Julho, 2009 14:30
  • Acho que o papel dos pais, vai além da educação formal,mas também moldar o caráter religioso de seus filhos, dando-lhes bases religiosas para poderem mais tarde se decidirem.Acho importante ensinar para a criança desde cedo quem é Deus ( no meu caso que sou cristã) mas ao decorrer da sua vida nunca se fechar em dogmas ,dando a elas a oportunidade de se indagar sobre suas curiosidades,podendo futuramente tomar o partido do que realmente as agradam

    anne b 3 Julho, 2009 14:30
  • OLHA eu não sei de q religião vc é! mas no caso da minha, afunilando para a minha congregação menos de 50% dos membros são de ‘berço’ ou seja nasceram em um lar da religião. mas SE vc não tem religião nenhuma NÃO sei de onde tirou esse 30%.
    A formação da criança é um direito do que cria/gerou, porém como em qqer entidade familiar o modo de criação não é mais um direito quando o filho já é capaz de tomar decisões e realizar escolhas…DEPOIS de determinado TEMPO o novo ser toma os caminhos os quais lhe convier.
    Muitos são os pais q ficam MANIPULANDO os filhos para a tomada de determinadas escolhas (profissão, casamento… etc), isto não se limita à religião, pai é humano, erra, faz escolhas erradas!!
    Pressionar depois da independência é errado…
    Pai cria a criança com a melhor das inteções… sempre desejando o MELHOR… se pra ele é ensinar ser um Cristão, tem o direito… assim como teve de escolher colocar a criança no mundo!!

    LYLY 3 Julho, 2009 14:30
  • Eu não posso dizer pelos outros, mas posso dizer por mim.
    Fui batizado, fiz catecismo e estudei em colégio religioso. Isso serviu para criar uma base “moral” quando eu era uma criança, na base do “Deus castiga”, e eu acho importante para a criança apreder a ter limites e entender melhor as coisas.
    Mas assim como deixamos de acreditar em papai noel e em coelhinho da páscoa, que são importantes na nossa infancia, mas não são reais, devemos dar oportunidades para nossos filhos entenderem que existem outras doutrinhas religiosas e que ele deve buscar aquela com quem tem mais afinidade.
    Mesmo que isso acabe, invariavelmente, fazendo com que ele perceba que religião é algo meramente criado pelo homem.
    Eu só pretendo interceder na escolha dos meus filhos se eles disserem que querem ser evangélicos.
    Não acho que isso aconteça, pois evangélicos são pessoas sem personalidade, que tendem a ser influenciados por amigos ou familiares, justamente por serem incapazes de pensar por si próprios.
    Mas de qualquer forma, se um deles dissesse que quer frequentar uma igreja evangélica, eu não permitiria.
    Deus que me livre de ter um fanático religioso dentro de casa.

    Neo - O Escolhido (Maligno) 3 Julho, 2009 14:30
  • Acho certo, como também não acho.
    Os pais deveriam mostrar todas as religioes existentes…..
    E deixar o filho fazer suas escolhas…
    Mas, claro, dia de domingo, levar o filho à igreja de sua religião, para que o filho entenda o que é uma igreja, e o que faz lá. Mas se caso futuramente eu tiver um filho, primeiramente mostrarei a ele os caminhos, e quais deve seguir… só depois irei ensina-lo mais sobre minha religião.

    Fofolett 3 Julho, 2009 14:30
  • Acho que não e tem que tomar grande cuidado com a escola, pois os professores não hesitam em ensinar morais, às vezes falsas, aos filhos dos outros. Escola não é para educar, é para ensinar. Os pais devem educar seus filhos em casa (o que a grande maioria não faz).

    Petrus 3 Julho, 2009 14:30
  • “Muitos vangélicos o são por terem páis evangélicos que doutrinaram-nos, poucos, apenas uns 30% ou menos dos evangélicos o são por vontade própria.”Meus pais me ensinaram o caminho que eles “achavam” ser certo pra mim, assim como ensinaram para meus tres irmaos, so dois permaneceram no caminho… houve imposicao ou escolha ?!! Filho de crente nao e crentinho.

    laurakri 3 Julho, 2009 14:30
  • “Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.” (Provérbios 22 : 6)
    Ensinar é sempre preciso, para que amanhã se tornem homens e mulheres de bem, o homem sem Deus, é um coitado perdido pelo mundo.

    Elisânge 3 Julho, 2009 14:30
  • Neste caso os pais estariam burlando o livre arbítreo………
    Mas já cansei de ver pais arrastando crianças para dentro de igrejas……
    Arrastando MESMO! Puxando pelo cabelo e brigando……… depois querem um filho normal, educado e feliz……….
    Petrus aí em cima disse tudo…………………
    Quero ver um pai (ou mãe) que tem um filho em escola publica que levanta pela manhã e diz:
    -Hoje verei como meu filho está na escola, conversarei com seu professor e ficarei feliz………
    Isso não existe!

    Lenninn 3 Julho, 2009 14:30
  • Os pais tem a obrigação de encaminhar os filhos em uma religião, desde que seja cristã.Vale qualquer religião cristã ,vale também o respeito mutuo pois só assim que consiguiremos sermos fortes contra o maligno!!!!

    Mônica S 3 Julho, 2009 14:30
  • É errado.
    Se deixassem as crianças livres, a maioria das pessoas seria inteligente, ou seja, não acreditariam em deus/papai noel.

    brasil! 3 Julho, 2009 14:30
  • eu acho errado..conserteza
    o filho tem ki ser livre para ter suas escolhas..mais a gent não pode ir contra os pai ne..é a palavra deles contra a nossa

    Anny 3 Julho, 2009 14:30
  • Isso é “deseducar”.

    Malignan 3 Julho, 2009 14:30
  • Eu acho que as pessoas tem que escolher a religião que o seu coração mandar.

    Felipe 3 Julho, 2009 14:30
  • Que tal as crianças também escolherem a língua que irá falar?

    Psyche 3 Julho, 2009 14:30
  • eu acho que cada um deve seguir seu caminho

    Marcos Dias Geek Maligno Budista 3 Julho, 2009 14:30