As Palavras do Senhor

O Espírito Consolador Prometido Por Jesus é Uma Entidade Espiritual Ou Uma Doutrina?

Estamos estudando O Evangelho e a Gênese Segundo o Espiritismo, e sobre a questão do Consolador encontramos aí um problema: no texto base apresentado por Kardec, Jesus fala desse Consolador no singular, apresentando todas as características de um Ser individual, mas Kardec afirma que o Consolador não seria uma única Entidade mas a coletividade dos Espíritos encarregados de revelar a Doutrina Espírita (ESE, cap.VI, itens nº 3,4 e GSE,cap.I , ítens 26,42 e 45). Como resolver esta questão?


Comments to O Espírito Consolador Prometido Por Jesus é Uma Entidade Espiritual Ou Uma Doutrina?

  • Muito bem, para estudar melhor e mais profundamente esta questão torna-se necessário colocar aqui as palavras do Mestre e para este efeito vou usar as referências que o prezado irmão nos forneceu e na tradução de Salvador Gentile, do Instituto de Difusão Espírita:
    1º- “Se vós me amais, guardai meus mandamentos; e eu pedirei a meu Pai, e ele vos enviará um outro consolador, a fim de que permaneça eternamente convosco: o Espírito de Verdade que o mundo não pode receber, porque não o vê e não o conhece. Mas quanto a vós, conhecê-lo-eis porque permanecerá convosco e estará em vós. Mas o consolador, que é o Santo-Espírito, que meu Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará relembrar de tudo aquilo que eu vos tenha dito. (São João, cap. XIV, v. 15, 16, 17 e 26 – texto apresentado por Kardec no ESE).
    2º – “Muitas das coisas que vos digo, não podeis ainda compreendê-las, e tenho, para vos dizer, muitas outras que não compreenderíeis; por isso vos falo por parábolas; mais tarde porém, vos enviarei o Consolador, o Espírito de Verdade, que restabelecerá todas as coisas e vo-las explicará todas.” (João, cap. XIV; XVI; Mat. cap. XVII – texto apresentado por Kardec na GSE).
    Por estas palavras pode-se ver claramente que Jesus se refere ao “Santo-Espírito” como o Consolador Prometido. Nestas referências pode-se observar também que este “Santo-Espírito” é o “Espírito de Verdade”, e acredito firmemente que é o mesmo que trás as quatro mensagens descritas no capítulo em questão do ESE (veja Instruções dos Espíritos).O que percebo aqui é que, quando Jesus fala sobre o Consolador, ele está se referindo não a uma doutrina mas a um ser espiritual e individual, que denomina de “Santo-Espírito” e também de “Espírito de Verdade”. A partir disso entende-se, portanto, que o Consolador não é a Doutrina Espírita mas o Espírito que a revelou. E, de fato, o próprio Espírito de Verdade diz em suas mensagens: “Revelei a Doutrina divina” (ítem 5), “Venho ensinar e consolar os pobres deserdados” (ítem 6), “Sou o grande médico das almas” (ítem 7).
    Como resolver então a afirmação de Kardec quando diz que o Consolador é o Espiritismo? Observemos que em nenhum instante o Espírito de Verdade diz que a Doutrina Espírita é o Consolador, pelo contrário, ele mesmo se revela como o próprio Consolador ao dizer “Venho ensinar e consolar os pobres deserdados”. A afirmação de que a Doutrina Espírita é o Consolador prometido por Jesus é, pois, uma opinião pessoal de Kardec para dar mais autoridade aos ensinamentos dos Espíritos e por isso mesmo teve um caráter essencialmente transitório.

    Gilberto Barboza G 29 Maio, 2009 17:30
  • (Mateus 11:27) – Todas as coisas me foram entregues por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar.
    (João 14:26) – Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.
    (João 10:14) – Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido.

    solameri 29 Maio, 2009 17:30
  • Rafael , creio que você ainda está um pouco confuso a respeito do CONSOLADOR ou como preferir o ESPÍRITO DA VERDADE. Estou respondendo tua pergunta com o Evangelho de Kardec aberto na pagina que você indicou e não percebo nenhuma incoerência entre o que JESUS prometeu e o que Kardec escreve. O Consolador ou Espírito da Verdade é uma entidade espiritual que foi enviada por JESUS para esclarecer os homens à respeito de sua doutrina.Se você continuar lendo o Evangelho e ler as INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS , perceberá que as quatro mensagens são assinadas pelo ” Espírito da Verdade ” , sendo que cada uma delas foi recebida em um local e data diferente ; pois; Kardec não ficava só em Paris. Perceberá também que as mensagens são a continuação dos ensinamentos de JESUS. Em todas elas há afirmações que não deixam duvidas de quem é o ESPÍRITO DA VERDADE . Leia e tire suas conclusões. Eu de minha parte não tenho dúvidas : para mim o CONSOLADOR OU ESPÍRITO DA VERDADE NÃO É OUTRO SENÃO O PRÓPRIO MESTRE QUE VOLTOU PARA ENSINAR SEUS FILHOS E COMO ELE DIZ NÃO MAIS POR MEIO DE PARÁBOLAS E SIM DE UM MODO QUE TODOS NÓS TEMOS CONDIÇÕES DE ENTENDER.

    Walter Eduardo S 29 Maio, 2009 17:30
  • Dizem algumas religiões cristãs que o Consolador, o Espírito de Verdade, teria vindo no Pentecostes. Mas no Pentecostes não se justificava alguém vir dizer toda a verdade, posto que Jesus já havia dito tudo o que a humanidade daqueles tempos poderia suportar, conforme Ele próprio afirmou. Além disso, no Pentecostes não houve qualquer revelação. Também não havia motivos para alguém vir relembrar os ensinamentos do Mestre, porque estes estavam ainda muito vivos nas mentes e corações dos seus seguidores.
    Mas no século XIX esses ensinamentos já estavam muito esquecidos pelos cristãos quando o Espírito de Verdade veio, através da mediunidade, relembrá-los, trazendo ainda todas aquelas informações e explicações que Jesus não pudera dar naquela época, quando não poderiam entendê-Lo. Agora, porém, em outros níveis de conhecimento e depois de tantos séculos de cristianismo, a humanidade já estava madura para receber mais esclarecimentos sobre a vida e os mecanismos da evolução.
    O aprendizado da humanidade é semelhante ao de uma criança, que só vai recebendo ensinamentos de acordo com sua capacidade de assimilação e entendimento, no decorrer do seu crescimento e amadurecimento.
    Mas o título, Consolador, ajusta-se como luva ao Espiritismo.
    Há consolo maior do que saber:
    – que os nossos entes queridos que morreram não estão mortos, mas vivos, continuando sua evolução numa outra dimensão de vida e que, eventualmente, poderão até mesmo comunicar-se conosco através da mediunidade;
    – que ninguém irá para o inferno sofrer pela eternidade afora;
    – que os nossos entes mais caros, que “não aceitaram Jesus” nesta vida, não estão perdidos por causa disso?

    Lymda 29 Maio, 2009 17:30
  • A interpretacao de Kardek nao e uma interpretacao biblica, e esta cheia de defeitos e enviesamentos das passagens para tentar subornar o contexto biblico, afim de usa-lo para apoio da incompleta doutrina espirita.
    Para entender o Espirito Santo da Biblia, abandone os conceitos espiritas e use a Interpretacao Hermeneutica da Teologia exegetica que voce sabera tratar-se de uma Pessoa, com atributos e vida de Pessoa.Depois se voce orar com sinceridade pedindo pra ser cheio do espirito Santo vc pode sentir e ser batizado.Somenete desta forma se caminha, o resto e so papel.

    antonio conselheiro 29 Maio, 2009 17:30
  • o Parácletos (Consolador) é uma “persona” própria e detem caracteristicas pessoais especiais como uma pessoa qualquer…

    Soraya Moraes - Grammy 2008 29 Maio, 2009 17:30
  • Não somos obrigados acreditar no que escreveram, podemos pensar de forma diferente (abraços

    kalikrates a verdade faz doer 29 Maio, 2009 17:30
  • A doutrina Espírita, através dos Espíritos de Luz, ou o Espírito de Verdade.

    Marinho 29 Maio, 2009 17:30
  • Apenas conhecimento.

    Parem o mundo, quero descer 29 Maio, 2009 17:30
  • Nem imagino!!!
    abraço…

    Vera 29 Maio, 2009 17:30
  • É o Espírito Santo de Deus.

    Patricia K 29 Maio, 2009 17:30
  • Não sei não…
    mas beijos!!!

    Titititi 29 Maio, 2009 17:30