As Palavras do Senhor

O Que Jesus Quis Ensinar Aos Fariseus Nesta Pequena Passagem Bíblica Abaixo?

A VOCAÇÃO DE MATEUS (Mateus 9: 9-13)
“E Jesus, passando adiante dali, viu assentado na ALFÂNDEGA um homem chamado Mateus e disse-lhe: SEGUE-ME. E ele, levantando-se, O SEGUIU.
E aconteceu que, estando ele EM CASA sentado à mesa, chegaram muitos PUBLICANOS E PECADORES e sentaram-se juntamente COM JESUS e seus discípulos.
E os FARISEUS, vendo isso, disseram aos seus discípulos: POR QUE COME O VOSSO MESTRE COM OS PUBLICANOS E PECADORES?
JESUS, porém, ouvindo, disse-lhes: NÃO NECESSITAM DE MÉDICO OS SÃOS, MAS SIM, OS DOENTES. Ide, porém, e aprendei o que significa: MISERICÓRDIA QUERO E NÃO SACRIFÍCIO. Porque eu não vim para chamar os justos, mas OS PECADORES, AO ARREPENDIMENTO.”


Comments to O Que Jesus Quis Ensinar Aos Fariseus Nesta Pequena Passagem Bíblica Abaixo?

  • Talvez nos lembremos de que os fariseus dos dias de Jesus achavam que tinham o favor de Deus por pagarem escrupulosamente os dízimos, fazerem os necessários sacrifícios e se absterem do trabalho secular nos dias de sábado. Criticavam a todos que não estivessem à altura da idéia deles do que significava obedecer à lei. Mas Jesus lhes disse: “Se tivésseis entendido o que significa: ‘Misericórdia quero, e não sacrifícios’, não teríeis condenado os inocentes.” É verdade que, por estarem sob a lei mosaica, precisavam observar estas coisas mencionadas, mas não ao ponto de desconsiderarem “os assuntos mais importantes da Lei”, inclusive a misericórdia. — Mat. 9:1-13; 12:1-7; 23:23.
    (Mateus 9:9-13) A seguir, passando dali para diante, Jesus avistou um homem chamado Mateus, sentado na coletoria, e disse-lhe: “Sê meu seguidor.” Em conseqüência disso, este se levantou e o seguiu. 10 Mais tarde, enquanto estava recostado à mesa, na casa, eis que vieram muitos cobradores de impostos e pecadores, e começaram a recostar-se com Jesus e seus discípulos. 11 Vendo isso, porém, os fariseus começaram a dizer aos discípulos dele: “Por que é que o vosso instrutor come com os cobradores de impostos e os pecadores?” 12 Ouvindo-os, ele disse: “As pessoas com saúde não precisam de médico, mas sim os enfermos. 13 Ide, pois, e aprendei o que significa: ‘Misericórdia quero, e não sacrifício.’ Pois eu não vim chamar os que são justos, mas pecadores.”
    Numa leitura casual, não parece isso indicar que Jesus aprovava os pecadores, por estar disposto a se associar com eles, e criticava os fariseus por objetarem a isso? Note, porém, a introdução de Jesus: “As pessoas com saúde não precisam de médico, mas sim os enfermos.” Não parece isso indicar que o motivo de Jesus associar-se com eles era curá-los e não simplesmente aceitá-los na condição doentia na qual os encontrou como pecadores? Jesus usava de misericórdia, assim como admoestou outros no seu Sermão do Monte, dizendo: “Felizes os misericordiosos, porque serão tratados com misericórdia.” (Mat. 5:7) No entanto, usar Jesus de misericórdia para com pecadores não significava que tolerava os pecados deles. Antes, funcionava do mesmo modo compassivo para com os que estavam fisicamente doentes. Numa ocasião, um leproso avistou Jesus e se prostrou e rogou, dizendo: “Senhor, se apenas quiseres, podes tornar-me limpo.” Jesus estendeu, pois, a mão e tocou nele, dizendo: “Eu quero. Torna-te limpo.” A lepra do homem desapareceu dele imediatamente. Às vezes dizia àquele que estava doente que simplesmente apanhasse sua cama e andasse. Mas, em outros casos, ele dizia em vez disso: “Teus pecados te estão perdoados.” — Luc. 5:12, 13, 20.
    Evidencia-se, pois que Jesus não aceitava as pessoas nos seus pecados assim como eram. Antes, um dos aspectos mais importantes de seu ministério era curar homens de seus males espirituais, habilitando-os a ser aceitos por Deus por causa de seu modo mudado de vida. (1 Ped. 3:12; Mal. 3:18; Atos 10:34, 35) Os discípulos de Jesus não tinham um conceito deturpado da misericórdia de Deus. Por exemplo, o apóstolo Paulo escreveu aos cristãos aprovados em Corinto, cerca de vinte e dois anos depois de Jesus ter terminado com bom êxito seu ministério terrestre: “O quê! Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não sejais desencaminhados. Nem fornicadores, nem idólatras, nem adúlteros, nem homens mantidos para propósitos desnaturais, nem homens que se deitam com homens, nem ladrões, nem gananciosos, nem beberrões, nem injuriadores, nem extorsores herdarão o reino de Deus. E, no entanto, isso é o que fostes alguns de vós. Mas vós fostes lavados, mas vós fostes santificados, mas vós fostes declarados justos no nome de nosso Senhor Jesus Cristo e com o espírito de nosso Deus.” — 1 Cor. 6:9-11.
    João, apóstolo de Jesus e um daqueles que Jesus amava especialmente, caraterizou o pecado e os que o praticam nas seguintes palavras, mostrando o fim de tais: “Todo aquele que pratica pecado está também praticando o que é contra a lei, e assim o pecado é aquilo que é contra a lei. Sabeis também que esse [Jesus] foi manifestado para tirar os nossos pecados, e não há nele pecado. Todo aquele que permanece em união com ele não pratica pecado; ninguém que pratica pecado o tem visto, nem o chegou a conhecer. Filhinhos, não vos deixeis desencaminhar; quem estiver praticando justiça é justo, assim como esse é justo. Quem estiver praticando pecado origina-se do Diabo, porque o Diabo tem estado pecando desde o princípio. Com este objetivo foi manifestado o Filho de Deus, a saber, para desfazer as obras do Diabo.” — 1 João 3:4-8.

    Tompson ROGÉRIO vieira 22 Agosto, 2009 11:26
  • Mateus não era bem visto pelos judeus por ser cobrador de impostos para os romanos, era como se fosse um traidor. Isso pode ter causado um mal muito profundo em Mateus; geralmente nos sentimos mal quando algo parecido acontece. Mateus pode ter entendido que precisava mudar mas não sabia como, pois os fariseus ( um partido/seita extremista judaico da época) provavelmente o rejeitariam. Quando encontrou Jesus viu sua oportunidade de mudança, percebeu que não seria discriminado por Jesus. Mateus sabia que precisava de transformação, mas os fariseus se achavam os donos da verdade, eram como os déspotas esclarecidos, cometiam todo tipo de crime justificando-se pela “eleição divina”, não se achavam pecadores. Jesus veio para aqueles como Mateus, que entendem que precisam ser transformados não para quem ache que não precise dele.

    Carvalho 22 Agosto, 2009 11:26
  • Não super entendimentos é bem claro porque vc deveria pregar aos Justos ? Aliás junte o fragmento aí de cima com este aqui:
    10 E se abrires a tua alma ao faminto, e fartares a alma aflita; então a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia.
    11 E o SENHOR te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam.
    Assim fica claro qual o objetivo da Pregação em epígrafe
    Abraços

    Marcio Paulo M 22 Agosto, 2009 11:26
  • De que adianta eu viver de aparências quando na verdade existem por aí tantas pessoas precisando da nossa ajuda? É a mesma coisa quando um mendigo se aproxima de você para pedir uma esmola. Você não dá a esmola e tão pouco dá uma palavra de vida para essa pessoa, mas mantém a sua postura de Santo Aparente. Ou até mesmo dá a esmola, mas não dá uma palavra de vida ou vice versa.
    Há muitos Cristãos fariseicos. Só vivem de aparência.

    giovanna 22 Agosto, 2009 11:26
  • Jesus jamais veio para exaltar lideres religiósos igrejas ou ministérios,mais se doou para aqueles que compreendem sua situação de pecado e incapacidade de chegar a Deus por méritos próprios.
    Fariseus hoje são aqueles religiosos que acham que pela sua observançia as regras das igrejas,seus dízimos,suas campanhas,seu terno armany,sua bíblia pentecostal etc,lhe creditam alguma coisa diante de Deus..a biblia chama isso de obras mortas,e eu de sacrifício de tolo.

    Cinco&5 22 Agosto, 2009 11:26
  • a resposta no proprio texto:
    NÃO NECESSITAM DE MÉDICO OS SÃOS, MAS SIM, OS DOENTES. Ide, porém, e aprendei o que significa: MISERICÓRDIA QUERO E NÃO SACRIFÍCIO. Porque eu não vim para chamar os justos, mas OS PECADORES, AO ARREPENDIMENTO.”

    XYZ 22 Agosto, 2009 11:26
  • ele querdiser q os justos nele, ja o tem e q ele veio para os q nao conhece ele ex: os doente,pecadores para q se arependao e sejao libertos…deus te abençoe

    Leandro P 22 Agosto, 2009 11:26