As Palavras do Senhor

Para Os Evangélicos, O Que Acrescentaria A Vocês Ser A Maior Religião Do País?

Pergunto isso porque muitos evangélicos repetem várias vezes que em breve se tornarão a maior religião do país, eu até imagino a possibilidade disso acontecer, mas alguns vem colocando prazos extremamente irreais(alguns inclusive acham que já serão maioria em 2010), mas queria saber de uma coisa: por que tamanho desejo de serem o maior grupo religioso do país? Não estaria o crescimento do número de fiéis evangélicos baseado muito mais na quantidade do que na qualidade?


Comments to Para Os Evangélicos, O Que Acrescentaria A Vocês Ser A Maior Religião Do País?

  • Amado…
    Não quero saber quantos, realmente, são. Só sei te dizer que, através da Boa Nova anunciada pelo evangelho de Cristo, muitos estão deixando seus maus caminhos e aceitando JESUS, como seu salvador. Quem quer ser melhor, deixa que Deus julgue. Apenas, precisamos que mais e mais pessoas conheçam a palavra de Deus e se salvem atravé dela.
    bjim

    GraLuMa 27 Maio, 2009 20:27
  • “Não estaria o crescimento do número de fiéis evangélicos baseado muito mais na quantidade do que na qualidade?”
    rsrsrsrs. Essa última pergunta é apenas retórica, né ?
    Bem, acho que todas as religiões possuem secretamente o desejo de se tornar hegemônicas em qualquer país. O motivo? Ora, tentar mudar a constituição, transformando a nação em uma teocracia. Afinal, cada um puxa a brasa pra sua sardinha e considera a sua “verdade” com a única a ser valorizada.
    Como os “evangélicos” não são uma só religião, caso eles se tornem dominantes teremos uma proliferação ainda maior de “novas” igrejas (leia-se, dissidências baseadas em lutas pelo poder). Assim, provavelmente teríamos um equilíbrio de forças. O pior de tudo é ter que aguentar mais gritarias nos cultos com uma igreja em cada esquina.
    Um abraço.

    Moreno 27 Maio, 2009 20:27
  • Gugams não acrescentaria nada em particular a mim , talvez mudasse o aspecto político, do pais, seria mas ou menos parecido com a igreja católica que tem grande influencia na política de muitos países , mas o crescimento e uma coisa concreta ira acontecer não creio que em curto prazo , quanto a qualidade deve ser igual a de outras denominações religiosas , existem os praticantes como os que são apenas no nome .as vezes vc pergunta par uma pessoa sua religião ela enche a boca e diz sou católica apostila romana,(não praticante )dessa forma existem muitos que enchem a boca e se dizem evangélicos (não praticante), portanto a qualidade e relativa.
    Veja parte de um artigo com relação a sua pergunta;
    Mais do que simples tendência, a proliferação das igrejas evangélicas, há alguns anos, já chama a atenção como fenômeno sociológico. Nos anos 90, o Instituto Superior de Estudos da Religião (Iser) debruçou-se sobre os números e chegou a uma conclusão de espantar: só no Grande Rio, cinco novas igrejas surgiam… por semana! E as coisas só aumentaram de lá para cá. Números confiáveis não existem, mas levantamentos realizados por entidades missionárias apontam para a existência de cerca de 150 mil templos e casas de culto evangélicas no país. “Hoje, há uma média de 1,5 mil pessoas por igreja no Brasil”, diz o pesquisador Louranço Kraft, do Serviço para a Evangelização da América Latina (Sepal). Claro, elas concentram-se nos centros urbanos. Em regiões como a Amazônia ou o interior do Nordeste, a presença evangélica permanece extremamente rarefeita. Razões para tanto crescimento não faltam – além do evangelismo ostensivo, responsável por novas conversões, as igrejas evangélicas costumam receber muitos ex-fiéis de outras confissões, como o catolicismo e o espiritismo.
    Há ainda outro aspecto – a ruptura com antigos dogmas, como restrições quanto a usos e costumes e normas rígidas de vestuário. “Os evangélicos aboliram a vida ascética que antes preconizavam”, avalia o doutor em sociologia Ricardo Mariano, autor do livro Neopentecostais – Sociologia do novo pentecostalismo no Brasil (Edições Loyola). Segundo ele, os crentes, cada vez mais adaptados à sociedade, conseguem fazer seu discurso penetrar com mais facilidade, atraindo novos adeptos até mesmo em setores das classes média e alta, tradicionalmente mais avessos à mensagem do Evangelho

    lola 27 Maio, 2009 20:27
  • Sou evangélico, pra mim não vejo vantagem nenhuma em fazer parte desse grupo, seria muito legal para o ego como o irmão disse acima, mas muitos pastores acham que só pq a pessoas vai na igreja e aceite a Jesus ela está salva, não é bem assim, as estatísticas apontam que está quase em 50% o números de afastados, ou seja, pessoas que começaram ir na igreja e depois pararam.
    O Brasil não precisa ser o maior país evangélico do mundo, mas precisa ser o maior país convertido do mundo, não é por que vc vai a igreja que vc é convertido.
    POVO DE DEUS, VAMOS MUDAR NOSSA MENTALIDADE.
    PLEASE !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Peterson A 27 Maio, 2009 20:27
  • Amigo, há um orgão que regulariza as igrejas evangélicas no Brasil. http://www.mai.org.br/tabelas/registroig
    Somente no Brasil há regularizada mais de 30.000 igrejas evangélicas, fora as irregulares. Dentro disso, há mais de 3.000 igrejas com ministérios próprios.
    3.000 igrejas com ministérios próprios ??? O que vem a ser isso?
    São mais de 3.000 igrejas que possuem ensino Bíblico de forma exclusivista, ou seja, possuem muitas visões de pontos Bíblicos diferentes uma das outras.
    Hoje, sem a nescessida de Católicos, espiritas e outras religiões. Elas já se gladiam entre si com a Bíblia na mão. Uma verdadeira torre de Babel.
    Abraços

    alexhaif 27 Maio, 2009 20:27
  • Sim, boa observação.
    Acho que é uma forma de auto-afirmação; sempre nos sentimos mais no “caminho certo” quando mais gente está ou diz estar nele também!
    Seguir sozinho ou com poucos ao nosso lado parece mais incerto e até “perigoso”, mas na verdade cada um deve seguir o seu próprio caminho, respeitando o dos outros – sem achar que os outros devem vir para o seu, pois ele é o único “certo”!
    Beijos

    Dani 27 Maio, 2009 20:27
  • “Se eu tivesse a mesma concepção que os religiosos equivocados têm de Deus seria mais inteligente ser ateu, para poder fazer-me, eu mesmo, o meu único deus, o meu principal amor e o meu mais importante negócio. Porém, se eu tivesse a mesma concepção que os ateus têm de Deus, seria mais inteligente renunciar à vida. Senão, que inteligência seria a minha se eu preferisse continuar num sistema de formigas, no qual eu teria mil vezes mais do que precisaria para sobreviver, mas continuaria morrendo? E no qual tudo que eu faço para conseguir um tempo de alívio e prazer custa-me dez tempos de dor e sofrimento? Todavia, ninguém em bom juízo se faz homicida de si mesmo e pelo suicidio renuncia à vida voluntariamente, pois sabe, ainda que intuitivamente, que há uma Esperança e um Caminho. A vocação sado-masoquista não pertence a quem tem projeto e compromisso para ser humanamente divino e, ao mesmo tempo, divinamente humano. Sem o conhecimento de um Deus real toda a lógica da vida se revela falsa e toda a ciência vista, por exemplo, nos biosistemas e na mecânica celeste, fica sem fundamento. Logo, sem a perspectiva de vida eterna, a vida presente perde o sentido e a razão de ser, e a ética e a estética ficam ao arbítrio do vale tudo; do quem não bate apanha; do quem pode mais chora menos e do salve-se quem puder.” (Jatobá, J.T em Lições da Vida, do Amor e dos Negócios)
    Fonte: http://www.vidaamorenegocios.wordpress.com

    tomimaio 27 Maio, 2009 20:28
  • acho que eles querem a totalidade gungams rss como o ”Exercito de Deus”ja tem ate camisas camufladas! assim que eles se denominam, eu ja li essa historia no passado que me lembra deles , a historuia chama-se as Cruzadas! os Cavaleiros de Cristo! acho que agora eles querem ser unicos como o exercito da SS !! rsss

    Phelps 27 Maio, 2009 20:28
  • Labanto de koumenécia, Mt Serrat…
    Só se os ateus e catolicos resolverem mudar de lado, para os evangelicos…
    Labanto de koumenécia

    Soraya Moraes - Grammy 2008 27 Maio, 2009 20:28
  • simples, ganham o mesmo q um torcedor(futebol) ganha ao ver seu time o maior do pais, pois eles devem ver da mesma forma ne.
    (e o q me parece)

    † And † 27 Maio, 2009 20:28
  • Pros evangélicos deve surtir um efeito positivo pro ego… mas para a história cultural do país, seria um desastre…
    []’s

    «Valmir - A verdade é simples» 27 Maio, 2009 20:28
  • Questões de ego,e nem creio que vão chegar a se tornar a maior religião do país!

    elektra 27 Maio, 2009 20:28
  • Mais gente salva, lógico que para atrair pessoas vai ter que ter qualidade.

    joaofili 27 Maio, 2009 20:28
  • É que eles querem se sentir superiores. Mas eu torço para que o número de irreligiosos aumente ainda mais no país.

    Fox 27 Maio, 2009 20:28
  • É porque se eles forem maioria, eles podem criar uma nova Inquisição.

    Marcia 27 Maio, 2009 20:28
  • Poder e Democracia, eles querem interferir nesses dois…

    Subversi 27 Maio, 2009 20:28
  • Ego!

    Gaúcha 27 Maio, 2009 20:28
  • Não sei se é impressão minha, mas as vezes chego a pensar que você se incomoda conosco, pois boa parte das suas perguntas se destinam a nós. (risos)
    Nada contra. Cada um faz a pergunta que bem entender, desde que não vá contra alguma regra do Yahoo. Somente fiz uma Obs. acerca das suas postagens, Ok ?
    O que acrescentaria a mim, é uma grande felicidade em saber que o Evangelho de Cristo esta sendo propagado por todo o Brasil.
    Pelas suas 2 ultimas perguntas, posso imaginar o que carrega em mente. Qualidade… Quantidade…
    Muitos são os que DIZEM seguir à Cristo, mas, na realidade, poucos são os que O segue em Espírito e em verdade de fato.
    As palavras que saem da boca para fora, nada podem provar, somente as atitudes, pois são nelas que realmente mostramos quem somos.

    |||M|||Ø???? ™ 27 Maio, 2009 20:28