As Palavras do Senhor

Por Que Jesus Disse Que Aquele Que Quiser Vir Após Mim, Tome A Sua Cruz E Siga-me?

Aqueles que quiseram fazer, e fizeram, de Jesus, o rótulo para as suas mercâncias e engodos, adulteraram os escritos. E querem que Jesus, sendo o Mestre, o Modelo a ser seguido, se transforme em Redentor Gratuíto.
Ninguém jamais poderá fazer pelos outros a marcha evolutiva; a iluminação de cada um depende do seu mesmo esforço interior; todos os que mentem, por discursos, dogmas, simulações e sacramentismos inventados por homens, duramente pagarão.

COMENTÁRIOS FACEBOOK

Comments to Por Que Jesus Disse Que Aquele Que Quiser Vir Após Mim, Tome A Sua Cruz E Siga-me?

  • Reencarnação significa a volta do Espírito à vida corpórea, mas num outro corpo, sem qualquer espécie de ligação com o antigo. Usa-se também o termo Palingenesia, proveniente de duas palavras gregas — Palin, de novo; genesis, nascimento.
    ______________________________________…
    “FINALIDADE DA ENCARNAÇÃO
    1) Expiação — Expiar significa remir, resgatar, pagar. A expiação, em sentido restrito consiste em o homem sofrer aquilo que fez os outros sofrerem, abrangendo sofrimentos físicos e morais, seja na vida corporal, seja na vida espiritual.
    2) Prova — Em sentido amplo, cada nova existência corporal é uma prova para o Espírito. A prova, às vezes, confunde-se com a expiação, mas nem todo sofrimento é indício de uma determinada falta. Trata-se freqüentemente de simples provas escolhidas pelo espírito para acabar a sua purificação e acelerar o seu adiantamento. Assim, a expiação serve sempre de prova mas a prova nem sempre é uma expiação.
    3) Missão — A missão é uma tarefa a ser cumprida pelo Espírito encarnado. Em sentido particular, cada Espírito desempenha tarefas especiais numa ou noutra encarnação, neste ou naquele mundo. Há, assim, a missão dos pais, dos filhos, dos políticos etc.
    4) Cooperação na Obra do Criador — Através do trabalho, os homens colaboram com os demais Espíritos na obra da criação.
    5) Ajudar a Desenvolver a Inteligência — a necessidade de progresso impele o Espírito às pesquisas científicas. Com isso a sua inteligência se desenvolve, sua moral se depura. É assim que o homem passa da selvageria à civilização.
    A encarnação ou reencarnação tem outras finalidades específicas para este ou aquele Espírito. Citam-se, por exemplo, o restabelecimento do equilíbrio mental e o refazimento do corpo espiritual. (FEESP, 1991, 7.ª Aula, p. 73 a 76)
    5. JUSTIÇA DA REENCARNAÇÃO
    A doutrina da reencarnação, que consiste em admitir para o homem muitas existências sucessivas, é a única que corresponde à idéia da justiça de Deus com respeito aos homens de condição moral inferior; a única que pode explicar o nosso futuro e fundamentar as nossas esperanças, pois oferece-nos o meio de resgatarmos os nossos erros através de novas provas. A razão assim nos diz, e é o que os Espíritos ensinam. (Kardec, 1995, pergunta 171)
    6. LIMITES DA ENCARNAÇÃO
    A encarnação não tem, propriamente falando, limites nitidamente traçados, se se entende por isso o envoltório que constitui o corpo do Espírito, já que a materialidade desse envoltório diminui à medida que o Espírito se purifica. Nesse sentido, o limite máximo seria a completa depuração do Espírito, quando o perispírito estaria totalmente diáfano. Mas mesmo assim, há trabalho a realizar, pois podem vir em missões para ajudar os outros a progredirem. (Kardec, 1984, cap. IV, it. 24, p. 67 e 68).”
    ______________________________________…
    As nossas várias encarnações lapidam nossos espíritos. Aprendemos a amar, e por isso perdoar e sermos misericordiosos. Consequentemente vamos olhando nossos semelhantes como olhamos a nós mesmos, assim o egoísmo vai se esvanecendo.
    Um grande abraço iluminado!
    Luz___________________________________…

    Luz__ 8 Junho, 2009 23:37
  • Hermes, gostaria de acrescentar muito mais a sua pergunta. É importante que se leia todo o contexto em que Jesus diz estas palavras. Contudo, nós sabemos interiormenteo que uma palavra com revelação diz ao nosso entendimento e ao nosso espírito. Penso que uma delas seja a de que não há nada no homem que possa salvá-lo de si mesmo ou do pecado deste mundo. A coisa principal por se entender é esta, em Jesus está verdadeiramente toda a Revelação e Salvação. Nós somos bem ruinzinhos e egoístas, se alguns dizem que uma pessoa pode ser o inferno da outra, veja quanta maldade pode haver em nós. E isso eu pouco posso lhe explicar por palavras.
    Mas a pergunta principal prá nós não é tanto o que significa, mas a sua resposta: Você quer seguí-lo? Então você terá as respostas que sua alma e seu espírito anseiam. Paz!

    judy 8 Junho, 2009 23:37
  • é pq vc tem que negar a si mesmo renunciando se necessario ate parentes e amigos,riquezas tudo em fim que venha a atrapalhar tua vida espiritual, e isto é uma cruz pra muitos.
    mas vale a pena pq o final é so´Vitória e vida eterna com Cristo Jesus.

    Marcos Andre, sal da terra 8 Junho, 2009 23:37
  • Após mim’ pq Ele sabe de todas as coisas e todos nós dependemos dEle
    e ‘sua cruz’ é sua vida, seus problemas
    siga-me’ siga a Ele que o mais Ele fará e resolverá seus problemas!
    Tendeuuuu!

    Mineirin 8 Junho, 2009 23:37
  • Porque a porta é estreita , e o caminho é cheio de obstaculos, mas a salvação é eterna!!!!!!!!!!!!!

    Mia 8 Junho, 2009 23:37
  • aqueles que desejassem seguir o cristo sofreriam a mesma perseguição que jseus sofreu…não esperassem moleza…

    anonimus 8 Junho, 2009 23:37
  • Se alguém quiser vir após mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me,torna-se impossível ter no Cristo um doador de vida fácil, sem sacrifícios.

    rami 8 Junho, 2009 23:37
  • Concordo.

    Marcão 8 Junho, 2009 23:37
  • Caminhando junto ao mar da Galiléia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, que lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores. E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. Então, eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram. Passando adiante, viu outros dois irmãos, Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco em companhia de seu pai, consertando as redes; e chamou-os. Então, eles, no mesmo instante, deixando o barco e seu pai, o seguiram. (Mat. 4:18-22)
    O discípulo não está acima do seu mestre, nem o servo, acima do seu senhor. Basta ao discípulo ser como o seu mestre, e ao servo, como o seu senhor. Se chamaram Belzebu ao dono da casa, quanto mais aos seus domésticos? (Mat. 10:24-25)
    Depois, subiu ao monte e chamou os que ele mesmo quis, e vieram para junto dele. Então, designou doze para estarem com ele e para os enviar a pregar (Mar. 3:13-14)
    Então, convocando a multidão e juntamente os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. Quem quiser, pois, salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por causa de mim e do evangelho salvá-la-á. (Mar. 8:34-35)
    Grandes multidões o acompanhavam, e ele, voltando-se, lhes disse: Se alguém vem a mim e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. (Luc. 14:25-26)
    Era André, o irmão de Simão Pedro, um dos dois que tinham ouvido o testemunho de João e seguido Jesus. Ele achou primeiro o seu próprio irmão, Simão, a quem disse: Achamos o Messias (que quer dizer Cristo), e o levou a Jesus. Olhando Jesus para ele, disse: Tu és Simão, o filho de João; tu serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro). (João 1:40-42)
    tendo-o encontrado, levou-o para Antioquia. E, por todo um ano, se reuniram naquela igreja e ensinaram numerosa multidão. Em Antioquia, foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos. (Atos 11:26)
    Rogo-vos, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que faleis todos a mesma coisa e que não haja entre vós divisões; antes, sejais inteiramente unidos, na mesma disposição mental e no mesmo parecer. Pois a vosso respeito, meus irmãos, fui informado, pelos da casa de Cloe, de que há contendas entre vós. Refiro-me ao fato de cada um de vós dizer: Eu sou de Paulo, e eu, de Apolo, e eu, de Cefas, e eu, de Cristo. Acaso, Cristo está dividido? Foi Paulo crucificado em favor de vós ou fostes, porventura, batizados em nome de Paulo? Dou graças [a Deus] porque a nenhum de vós batizei, exceto Crispo e Gaio; para que ninguém diga que fostes batizados em meu nome. Batizei também a casa de Estéfanas; além destes, não me lembro se batizei algum outro. Porque não me enviou Cristo para batizar, mas para pregar o evangelho; não com sabedoria de palavra, para que se não anule a cruz de Cristo. (1 Cor. 1:10-17)
    Pouco mais adiante, viu Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco consertando as redes. E logo os chamou. Deixando eles no barco a seu pai Zebedeu com os empregados, seguiram após Jesus. (Mar. 1:19-20)
    Caminhando junto ao mar da Galiléia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, que lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores. E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. (Mat. 4:18-19)
    De novo, saiu Jesus para junto do mar, e toda a multidão vinha ao seu encontro, e ele os ensinava. Quando ia passando, viu a Levi, filho de Alfeu, sentado na coletoria e disse-lhe: Segue-me! Ele se levantou e o seguiu. (Mar. 2:13-14)
    Vendo isto, Simão Pedro prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, retira-te de mim, porque sou pecador. Pois, à vista da pesca que fizeram, a admiração se apoderou dele e de todos os seus companheiros, bem como de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram seus sócios. Disse Jesus a Simão: Não temas; doravante serás pescador de homens. E, arrastando eles os barcos sobre a praia, deixando tudo, o seguiram. (Luc. 5:8-11)
    No dia imediato, resolveu Jesus partir para a Galiléia e encontrou a Filipe, a quem disse: Segue-me. (João 1:43)
    e, caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? Ele perguntou: Quem és tu, Senhor? E a resposta foi: Eu sou Jesus, a quem tu persegues; mas levanta-te e entra na cidade, onde te dirão o que te convém fazer. (Atos 9:4-6)
    Ninguém pode vir a mim se o Pai, que me enviou, não o trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia. (João 6:44)
    Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. Porquanto, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por minha causa achá-la-á. (Mat. 16:24-25)
    Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. (Luc. 9:23)
    Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fa

    Elton Bonfim 8 Junho, 2009 23:37

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Loading...