As Palavras do Senhor

Por Que Jesus Foi Um Grande Rebelde E Os Que Se Dizem Seus Seguidores Têm Alergia à Rebeldia?

Se considerarmos o que está escrito sobre Jesus certamente não encontraremos na história alguém mais rebelde do que Ele. Bateu de frente com o Império Romano, com os sacerdotes da época, com os fariseus e saduceus e demonstrou uma coragem imensa e incomparável. Hoje, os que se dizem seus seguidores são frontalmente contra quem se rebela com os governantes, agem como ovelhas, acham que devemos nos conformar com tudo, que devemos pagar os impostos em dia, por mais injustos que sejam, não devemos comprar produto pirata, devemos prestar homenagem aos que governam e respeitar e acatar todas a leis (injustas ou não).
OU SEJA, são o povo mais acomodado, conformado e alienado que se possa imaginar. Quanta contradição! Os pastores das igrejas estão sempre envolvidos com algum esquema político local e JAMAIS se rebelarão contra qualquer injustiça que estes cometam. Afinal, qual o Jesus que vocês veneram? Não sou religioso, mas Jesus parece que tinha fogo nas veias, falava e protestava sem medo das consequências. Tem alguma coisa errada nessa história…

COMENTÁRIOS FACEBOOK

Comments to Por Que Jesus Foi Um Grande Rebelde E Os Que Se Dizem Seus Seguidores Têm Alergia à Rebeldia?

  • porque os pastores os idiotizaram

    teresa maria P 29 Julho, 2009 11:25
  • Embora não seja uma Cristã fanática, tenho que me posicionar.
    O propósito de Jesus era criar uma sinarquia, onde os poderes temporais e espirituais governassem lado a lado. Fazendo com que houvesse mais justiça e equilíbrio entre os níveis sociais da época. Acabar com o politeísmo e disseminar a doutrina do “Amor Universal” que é amar teu próximo como a tí mesmo.
    Pilatos sabia disto, por isto lavou as mãos. O que significava: deixar o povo sofrer as consequência de suas escolhas. Este é o lado religioso. Quanto ao lado político a que te referes não posso opinar por não ter, contato direto com tais pessoas. Porém hoje impera muito mais o jogo de interesse do que a Lei Divina.

    ccaca 29 Julho, 2009 11:25
  • Olá!
    Tem alguma coisa errada é com você, pois Jesus não precisa de você, mas você sim, precisa muito de Jesus.
    O conselho que te dou é que você abra seu coração e procure entender toda a história, seria um primeiro passo para a sua vitória, pois o único caminho para a salvação é através de Cristo.
    Cristo veio a Terra mostrar a humanidade que é possível seguir os mandamentos e como um Deus fez milagres e salvou. Sofreu mais do que qualquer outro ser na Terra, naquela época um prisioneiro seria açoitado ou crucificado ou teria outras penas mas Jesus foi tudo e simplesmente por amor a humanidade, por nós. Satanás que influenciava o povo contra Jesus naquele mesmo dia soube de sua derrota.
    Enquanto você estiver nesta condição de anti-cristo, a única pessoa que perde é você e possivelmente a sua decendencia pelos seus futuros maus ensinamentos, pois aqui o que você faz é propagar Satanás, mas saiba que este já está derrotado e você? Aproveite a oportunidade que Deus lhe dá e mude seu pensamento. estude a Bíblia e conheça a verdade.http://groups.google.com.br/group/faland…

    Mary 29 Julho, 2009 11:25
  • “Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.” (João 18 : 36)
    “Ouvi, meus amados irmãos: Porventura não escolheu Deus aos pobres deste mundo para serem ricos na fé, e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam?” (Tiago 2 : 5)
    “E digo-vos que, desde agora, não beberei deste fruto da vide, até aquele dia em que o beba novo convosco no reino de meu Pai.” (Mateus 26 : 29)
    “Dizem-lhe eles: De César. Então ele lhes disse: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.” (Mateus 22 : 21)
    “E se alguém ouvir as minhas palavras, e não crer, eu não o julgo; porque eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo.” (João 12 : 47)
    “Eu sou a luz que vim ao mundo, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas.” (João 12 : 46)
    “O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.” (João 10 : 10)
    “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.” (Filipenses 4 : 7)
    “E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12 : 2)

    kane 29 Julho, 2009 11:25
  • bom meu amigo primeiramente te elogiar pela pergunta finalmente uma pergunta que é dificil pra responder
    bom espero poder ajudar
    eu sou Cristao e sigo o evangelio de Jesus Cristo,bom primeiramente Jesus nunca foi rebelde,voce nunca encontrara isso na biblia e outra Jesus Ele mesmo diz que é a Paz e o Amor,entau isso desconcordaria com que Ele ensinou se Ele fosse rebelde como voce o diz
    bom os seguidores de Jesus Cristo hoje infelizmente tao tendo muitos hipocritas que falam mas nau servem apenas parencia
    acredito que voce nunca viu realmente um Cristao o qual deixou tudo pra seguir a Cristo nau esses que viram pastor ou padre mais pregadores
    procure num site a comunidade de evangelizaçao palavra viva voce vera a diferença de um cristao realmente,Joao Camilloteele largou tudo pra servi a cristo e nele voce ve a diferença de um cristao mesmo

    rafael.g 29 Julho, 2009 11:25
  • Jesus foi um político que tentou tomar o trono do Rei dos judeus, o Rei Herodes.
    Do 1 aos 29 anos, Jesus viveu numa aldeia às margens dos Rio Jordão onde existia a Seita dos Nazarenos uma seita apartada do judaísmo. Os nazarenos eram descendentes dos essênios mas no entanto conheciam o hinduísmo.
    A cultura dos Vedas foi levada da Índia para o ocidente por viajantes que imigraram da Índia para a Palestina e estes imigrantes passaram a residir nas aldeias dos nazarenos e lá encontrando as crianças palestinas, dentre elas o garoto Jesus, as ensinavam coisas ainda desconhecidas na Palestina e Jesus teve uma boa educação relativamente à aquele atraso todo daqueles tempos à mais de dois mil anos atrás. Jesus teve noções de psicologia, medicina, política e religião, lecionada por sábios Vedas hindús.
    Os magos judeus procuraram o Grande Rei Herodes, o verdadeiro Rei dos Judeus e lhe informaram sobre uma profecia de que no dia em que uma estrela cadente aparecesse no céu, o Messias dos judeus estaria nascendo na Terra. Mais dia menos dia, um dia de fato apareceu um cometa no céu, a tal chamada “Estrela de Belém”.
    Herodes por temer perder seu trono para esse tal Messias, ao saber do aparecimento desse cometa, mandou matar todos os meninos com idade entre 0 e 2 anos de idade e assim matando a criança não se revelaria o tal Messias. Maria mãe de Jesus, teve que sumir com seu filho Jesus quando era um bebê, para que não fosse morto nessa matança, ficaram vivendo às margens do Rio Jordão numa aldeia de nazarenos da seita dos nazarenos.
    Jesus ao crescer foi informado desses fatos e ficou com essa idéia fixa na cabeça:
    Seria eu o Messias? Pensou, pensou e concluiu:
    E porque não.
    Assim ao completar 29 anos, Jesus retornou à Galiléia e se apresentou ao povo judeu como o Messias que havia sobrevivido a esse massacre.
    As escrituras judaicas prometem que no dia em que D’ us enviar o Messias seu filho, esse homem será o Rei dos Judeus.
    O verdadeiro Rei dos Judeus, o Rei Herodes não gostou nem um pouco disso e mandou então prender Jesus o nazareno que se dizia ser o Messias o pretenso Rei que iria tomar-lhe o trono.
    Jesus foi preso e foi levado para ser julgado pelo Rei Herodes mas ao ser interrogado Jesus não respondia nada e foi aí então que o Rei Herodes suspeitou que ele fosse um pobre doente mental e se recusou a condenar Jesus porque Rei que é Rei não condena doentes mentais e o liberou, na verdade o anistiou.
    Porém o povo judeu ficou indignado com essa anistia, esperavam que o Rei Herodes condenasse à morte o impostor que tentara se passar por Messias e começaram a formar uma verdadeira rebelião.
    Atos 24:5
    “Verificamos que este homem é uma peste: ele promove conflitos entre os judeus do mundo inteiro e é também um dos cabecilhas da seita dos nazarenos.”
    O chefe do exército romano no local era o cônsul Poncio Pilatos.
    O território judeu estava ocupado pelos romanos e tudo o que os romanos mais queriam é que o povo judeu se mantivesse calmo porque rebeliões causavam muitas baixas ao exército romano e isso não era interessante num território ocupado.
    O povo enfurecido exigia a morte de Jesus.
    Por outro lado, Pilatos também não desejava condenar um réu que o Rei Herodes já havia interrogado e já havia concluído tratar-se de um louco e já o havia libertado.
    Pilatos lavou as mãos diante do público e não quis assumir o encargo desse julgamento, deixou para que o próprio povo em plebiscito decidisse qual dos dois criminosos libertar, o terrível assassino Barrabás ou o impostor de Messias, Jesus o nazareno.
    O povo decidiu: Libertem Barrabás e crucifiquem Jesus.
    João 19:19
    “Pilatos redigiu também um letreiro e o fez colocar sobre a cruz; nele estava escrito: ‘Jesus, o Nazareno, o Rei dos Judeus.’ ”
    Mas… Jesus não morreu na cruz.
    Você sabe qual o limite de sobrevivencia na cruz?
    O limite são alguns dias pendurado na cruz, mas se o condenado for retirado à tempo sobrevive sim porque a cruz não causa ferimentos fatais, a morte é lenta, geralmente por sede, insolação, desidratação e dores mas para isso precisa ficar lá pregado por vários dias, dois ou tres dias de martírio mas Jesus ficou apenas meia hora na cruz e foi retirado desmaiado mas com vida.
    Desde que Jesus Cristo foi capturado e levado à julgamento, o Senador Romano, José de Arimatéia se comoveu em compaixão por Jesus Cristo e pediu ao Imperador que lhe desse uma boa surra mas que poupasse a sua vida e foi atendido.
    Jesus Cristo apanhou muito, o filme a Paixão de Cristo feito pelo Diretor e Produtor Mel Gibson fez uma boa pesquisa e representou bem o tamanho dessa surra em seu filme.
    Se Jesus ainda tinha forças para andar até o monte do Calvário e ainda carregando uma cruz é sinal que a surra não foi tão grande assim como mostra nesse filme mas mesmo assim, sabe-se que Jesus chegou ao Calvário andando, foi ajudado com a cruz mas ninguém carregou Jesus no colo nessa caminhada ele andou sozinho e portanto foi pregado na cruz bem consciente e sem nenhum ferimento fatal inclusive esses pregos nas mãos e nos pés não são suficientes para matar uma pessoa. Dói muito mas não mata.
    Jesus falou na cruz: “Pai porque me abandonates?” minutos depois disse “Pai em suas mãos entrego meu espírito” e desmaiou. Começou a chover muito e além da chuva houve também um forte tremor de terra e a multidão de curiosos foi embora, os soldados também queriam ir embora e o sargento passou uma ordem ao soldado Longuinho: Verifique se ele está morto. Longuinho para verificar deu uma espetada com a lança (ou espada) e Jesus tomou uma furada no abdomem e a ponta da lança acertou a bexiga porque os textos dizem que esguiçou água e sangue ou seja a urina da bexiga saiu pelo furo. Esse ferimento também não é um ferimento fatal.
    Jesus ficou na cruz e lá só permaneceram seus familiares alguns discípulos e o senador José de Arimatéia que o retirou da cruz e o levou desmaiado para tentar salvar-lhe a vida.
    José de Arimatéia levou Jesus supostamente para uma sepultura nova, limpa e recém construída e simulou o sepultamento; no dia seguinte a sepultura estava aberta e Jesus não estava mais lá dentro, foi levado com vida para o Mosteiro do Monte Carmelo.
    O judeu Nicodemos foi o homem foi o “médico” que tratou dos ferimentos de Jesus, foi quem forneceu os remédios e Maria a mãe de Jesus ficou com ele e o tratou durante toda a convalescencia pela qual passou no leito de uma enfermaria no Mosteiro do Monte Carmelo.
    Jesus sobreviveu e três meses depois apareceu vivo aos seus discipulos, mostrou as cicatrizes e é certeza que Jesus sobreviveu por isso, por esse fato de ter surgido com as cicatrizes tempos depois e isso está registrado na história.
    Tomé até quis tocar nas cicatrizes para ter a certeza de que não estava olhando para um fantasma mas, Jesus em carne e osso, vivo, recuperado dos ferimentos que recebeu na crucificação.
    Os católicos chamam a esse evento de ressuscitação de Jesus mas ressuscitar alguém pelo que se conhece na medicina hoje em dia, só eletrochoque ou injeção de adrenalina direto no coração, ressucitação mágica é uma idéia que já foi colocada de lado agora no século XXI .
    Com o passar dos séculos essa história foi contada da forma que os papas, cardeais bispos e padres assim o preferiam contar e formaram os dogmas mas a história foi distorcida e até hoje em dia continua como a maior lorota de todos os tempos.

    ?? Da Terra ?? 29 Julho, 2009 11:25
Loading...