As Palavras do Senhor

Pq As Estorias Lendarias Da Biblia Nao Tem Pé E Nem Cabeça?

veja: um homem tem 6 mil diabos.
aí pede a Jesus o direito de ir viver nos porcos. jesus dá. aí os diabos matam os porcos.
se eles queriam viver, a última coisa que eles faziam era matar os porcos.
por isso a estória tá sem pé e nem cabeça.
sem essa que demonio nao consegue controlar porco, pois todo dia vo6 escrevem besteiras aqui que dizem que os demonios controlam tudo!


Comments to Pq As Estorias Lendarias Da Biblia Nao Tem Pé E Nem Cabeça?

  • Bom, primeiramente demônios são espíritos, por isso não morrem… observação feita do trecho “se eles queriam viver, a última coisa que eles faziam era matar os porcos. por isso a estória tá sem pé e nem cabeça.”
    Jesus tinha autoridade dada pelo Espírito Santo para expulsar a legião de demônios que estava alojada naquele homem que vivia nos túmulos manifestado dia e noite. Quando os demônios que estavam nele avistaram a Jesus, foram logo ao Seu encontro, e Jesus ordenou que saíssem, mas antes perguntou seu nome e ele respondeu: Legião.. não foi isso? Bem, eles pediram que Jesus os mandassem para aquela vara de porcos, e Jesus consentiu.
    Sua dúvida foi do porque de a vara de porcos cair no abismo? Pelo que entendo, aqueles porcos, vendo que estavam possuídos por um mal, preferiram dar cabo de suas vidas a viver sendo cavalo do diabo… e vc, o que prefere? Ser livre com Jesus ou ser escravo de suas próprias convicções? Responda pra vc mesmo! Acho legal ler a Bíblia e tentar entendê-la, mas nada legal vc dizer que os cristãos escrevem besteiras.. não julgue, especialmente quando o assunto não é de todo do seu domínio, ok? []´s

    Andie Duarte 24 Junho, 2009 17:26
  • Olha só: talvez vc ñ goste do que eu irei falar, mais temos livre árbitro
    Então a princípio a bíblia é a testificação da existência de Deus; este livro possui vida verdadeira em suas estórias, basta termos o coração aberta para a palavra, que o Espírito Santo de Deus ira nos orientar.De fato é um livro difícil de se entender, por isso temos que estudar um pouca aqui e um pouco ali!! certo? outro fato: ñ Era 6 mil e sem 2 mil porcos, vc poderia tirar suas dúvidas em : Marcos – cap. 5 versículo de : 1 a 14 fica no novo testamento segundo livro. Olha as vezes ouvimos comentário sobre passagem da bíblia e o certo é nos procurarmos com nossos próprios olhos examinar as escrituras sagradas, meu amigo a bíblia foi um livro escritos por humanos, mais com a orientação do Santo Espírito de Deus, pois o autor é Deus, ela foi escrita por 40 pessoas de classe e raça diferente.Ela tem 66 livros, 39 no antigo testamento e 27 no novo testamento, traduzida em mais de:1,500 línguas e levou aproximadamente: 1,600 anos é muita coisa , a bíblia é como uma enciclopédia.
    Que o Espírito Santo de Deus possa te fazer compreender melhor.
    Amém!!! fica com Deus Ele é o caminho a verdade e vida.

    Ana J 24 Junho, 2009 17:26
  • Primeiro: vc não deve nem saber o que é ser satanista para colocar tal apelido.
    Segundo: Para que você quer saber? Isso vai te ajudar a parar de criticar com a opinião que nem foi você quem formulou?
    Terceiro: aposto que você nem leu a passagem direito para sair falando.
    Quarto: vá ler e procurar saber das coisas direito então, vem faça uma pergunta inteligente. Vc mesmo se denuncia pois, vc está no mundo do oculto, deveria ao menos saber se os demônios podiam ou não controlar os porcos. E mais uma coisa não foram 6 mil foram 2 mil.

    Free Wordpress Amazon Plugin 24 Junho, 2009 17:26
  • Meu caro satanista: o que você, talvez, não tenha percebido, é que os devotos são vítimas da maior farsa de todos os tempos; criada, mantida e divulgada com competência e habilidade jamais vistas pelo homem!
    Os mestres do enredo vêm, há milênios, lavando o cérebro das pessoas, fazendo-as acreditar nessas quimeras, apenas para se insurgirem como reais dominadores da mente humana. Não é culpa dos devotos; é culpa desses biltres que desviaram o destino do Homem, levando-o a matar e morrer por “sua” crença; a crença não é deles, dos devotos; é dos canalhas que estão por trás, com seus objetivos inconfessados de escravizar a Humanidade para sempre.
    Junte-se a nós, pessoas LIVRES, nessa luta por CONSCIENTIZAÇÃO; não pelo conflito com os fiés, que só ajuda a aumentar o rebanho. Vamos levá-los a pensar sobre suas crenças, na esperança de que alguns possam de fato despertar e ver o que ocorre bem debaixo de seus pios narizes.
    Bye…

    lrmourao 24 Junho, 2009 17:26
  • Ô Satanista, troca de lado, você está contramão no caminho, perigoso bater de frente com Deus. O que lhe falta é o conhecimento exato da verdade, o que oferecemos gratuitamente, basta visitar o sitehttp://www.watchtower.org Você vai ficar admirado com as verdades bíblicas, isto de ser contra Deus não vai te levar senão ao sofrimento por falta de esperança, o que graças a Jeová nós temos de sobra.

    gycocb@y 24 Junho, 2009 17:26
  • Se vc seguisse à Deus, com certeza não teria necessidade de fazer uma pergunta dessas, pq Ele nos dá o entendimento para desvendar suas parábolas…

    Lua Clara 24 Junho, 2009 17:26
  • Essa é a nova ortografia? O dia que não se aprende é um dia que não se vive.

    JIPEIRO ® 24 Junho, 2009 17:26
  • Porque a bíblia não tem pé nem cabeça ,ela até fala na existência de Satanás !…(abraços

    a verdade faz doer 24 Junho, 2009 17:26
  • JESUS ! TENDE MISERICÓRDIA !

    Day 24 Junho, 2009 17:26
  • LEIA UMA BÍBLIA DE ESTUDOS PENTECOSTAL QUE VC VAI ENTENDER! AFF!

    Tyana L 24 Junho, 2009 17:26
  • pq foram escritas por semi-analfabetos, ou por espertalhoes querendo ganhar dinheiro

    Porcozio 24 Junho, 2009 17:26
  • JESUS ! TENDE MISERICÓRDIA ! [2]

    Srta. Vanessa 24 Junho, 2009 17:26
  • Saber a resposta disso vai ajudar vc a ser salvo? Nem perca tempo com isso.

    LSA 24 Junho, 2009 17:26
  • NÃO SE EQUIVALA A UM PORCO ANTES DE CONDENAR A BÍBLIA, leia:
    Os Demônios Expulsos Que Entraram nos Porcos.
    Não se pode atribuir a Jesus nenhuma falha por ter deixado que os demônios entrassem nos porcos, especialmente visto que certos fatores não declarados podiam muito bem estar envolvidos, tais como serem judeus os donos dos porcos, sendo assim culpados de desrespeito à Lei. Não se exigia, naturalmente, que Jesus exercesse presciência quanto ao que os demônios fariam, uma vez entrassem nos animais impuros. E os demônios talvez quisessem apossar-se dos porcos a fim de derivar disso algum prazer sadístico desnatural. Também, poder-se-ia razoavelmente argüir que um homem vale mais do que uma vara de porcos. (Mt 12:12) Ademais, todos os animais na realidade pertencem a Jeová, em razão de sua qualidade de Criador, de modo que Jesus, como representante de Deus, tinha todo o direito de permitir que os demônios se apoderassem da vara de porcos. (Sal 50:10; Jo 7:29) Entrarem os demônios nos porcos demonstrava vigorosamente que tinham deveras sido expulsos dos homens, tornando além disso bem evidente aos observadores o dano que advinha às criaturas carnais que se tornavam possessas de demônios. Demonstrava para tais observadores humanos tanto o poder de Jesus sobre os demônios como o poder demoníaco sobre criaturas carnais. Tudo isto pode ter-se enquadrado no propósito de Jesus e talvez explique por que Jesus permitiu que os espíritos impuros entrassem nos porcos.
    Uso Ilustrativo. A incapacidade dos porcos de reconhecer o valor de pérolas foi utilizada por Jesus ao ilustrar a insensatez de partilhar coisas espirituais com quem não tem apreço algum por idéias e ensinos espirituais. (Mt 7:6) E na ilustração do filho pródigo, feita por Jesus, a degradação a que um rapaz mergulhara foi acentuada por este ter de empregar-se como porqueiro, uma ocupação muitíssimo desprezível para um judeu, e por ele dispor-se até mesmo a desejar comer a ração desses animais. — Lu 15:15, 16.
    O apóstolo Pedro comparou os cristãos que revertem a seu anterior proceder na vida a uma porca que retorna ao lamaçal, depois de ter sido lavada. (2Pe 2:22) Contudo, é evidente que, conforme relacionada com o porco, esta ilustração não visava ser aplicada além da aparência superficial das coisas. Na realidade, o porco, sob condições naturais, não é mais sujo do que os demais animais, embora se chafurde no lamaçal, de tempos a tempos, a fim de resfriar-se do calor do verão e remover parasitos externos de seu couro.
    ######################################…
    Porco
    [gr.: khoí·ros; hys (porca); hebr.: hha·zír (porco; varrão)].
    Designativo geral para o porco comum (Sus domestica); mamífero de tamanho médio, de casco partido e pernas curtas, com corpo atarracado e pele grossa, geralmente recoberto de pêlos grossos. O focinho do porco é rombudo, e seu pescoço e sua cauda são curtos. Não sendo ruminante, os termos da Lei mosaica decretavam que o porco era inaceitável como alimento ou como sacrifício. — Le 11:7; De 14:8.
    Embora a proibição de Jeová de comer carne de porco não se baseasse, necessariamente, em motivos de saúde, havia, e ainda há, riscos ligados à utilização desta carne como alimento. Visto que os porcos não discriminam nada em seus hábitos alimentares, chegando até mesmo a comer carniça e resíduos orgânicos, tendem a ser infestados por vários parasitos, inclusive os responsáveis por doenças como a triquinose e a ascaridíase.
    Parece que os israelitas, em geral, consideravam os porcos como especialmente repulsivos. De modo que o cúmulo em questão de adoração repugnante é descrito pelas palavras: “Quem oferece um presente — sangue de porco!” (Is 66:3) Para os israelitas, poucas coisas podiam ser mais inapropriadas do que um porco com uma argola de ouro no focinho. E é a isto que Provérbios 11:22 compara a mulher exteriormente bela, mas que não é sensata.
    Embora os israelitas apóstatas comessem carne de porco (Is 65:4; 66:17), os livros apócrifos de Primeiro dos Macabeus (1:65, So) e Segundo dos Macabeus (6:18, 19; 7:1, 2, So) mostram que, durante a dominação estrangeira da Palestina pelo rei sírio Antíoco IV Epifânio e sua cruel campanha para eliminar a adoração de Jeová, havia muitos judeus que se recusavam a comer carne de porco, preferindo morrer por violar o decreto do rei a violar a lei de Deus.
    Ao passo que algumas outras nações não comiam carne de porco, para os gregos era uma iguaria. Assim, provavelmente em resultado da influência helenística, na época do ministério terrestre de Jesus Cristo havia, pelo visto, um bom número de porcos na Palestina, particularmente na região de Decápolis. No país dos gadarenos havia, pelo menos, uma vara de uns 2.000 porcos. Quando Jesus permitiu que os demônios que ele expulsara entrassem nesta grande vara, todos os animais, sem exceção, lançaram-se num precipício e afogaram-se no mar. — Mt 8:28-32; Mr 5:11-13.

    ricardo bn 24 Junho, 2009 17:26