As Palavras do Senhor

Pq Que A Icar Interpreta Que Pedro é A Rocha E A Igreja Católica Ortodoxa Interpreta Que Jesus é A Rocha?

Jesus é a rocha invisível e principal. Isso diz também a Igreja Católica, que é a mesma igreja embrionária e ortodoxa.
Pedro (ou o Papa) é apenas a rocha visível, que possui a autoridade (CHAVES) pra apascentar as ovelhas de Cristo e manter a UNIDADE!
E quem disse isso foi o prórpio Jesus : “Tu é KEFAS (Rocha firme) e sobre essa KEFAS (Rocha frme) edificarei a minha igreja!”
Procure estudar melhor a catequese católica, antes de postar mentiras!!!
www.caiafarsa.com.br

COMENTÁRIOS FACEBOOK

Comments to Pq Que A Icar Interpreta Que Pedro é A Rocha E A Igreja Católica Ortodoxa Interpreta Que Jesus é A Rocha?

  • Depende de que rocha você diz, Pedro é a rocha por que além de significar rocha foi o primeiro Papa e a rocha no qual a Igreja foi construída, um simbolismo foi por Jesus quando disse ” Tu és Pedro e sobre essa pedra edificarei minha igreja”.
    E Jesus é a rocha da salvação ele é o elemento da salvação, podemos nos referir aos altares feitos de pedra usados para sacrifício.
    Abraços

    WP Robot Wordpress Autoposter 3 Dezembro, 2009 23:25
  • A ICAR além de aceitar e difundir o paganismo no seio cristão, é também manipuladora, e diverge das suas co-irmãs na fé, vide o que você mesmo afirmou, e foi muito bom isso, porque a maioria, principalmente dos católicos, acham que fora da ICAR não há salvação.

    4545#$#$ 3 Dezembro, 2009 23:25
  • Por que religião sempre foi algo muito duro de se entender??
    Ou seria por que Jesus disse atire a primeira ???
    Ou então por causa de que Pedro ao ouvir isto ficou todo empolgado ?
    Fazem mais de 2 milênios amigo, o que além de suposições é possível formular ???

    Augusto 3 Dezembro, 2009 23:25
  • “Portanto assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu assentei em Sião uma pedra, uma pedra já provada, pedra preciosa de esquina, que está bem firme e fundada; aquele que crer não se apresse.” (Isaías 28 : 16))”E, quem cair sobre esta pedra, despedaçar-se-á; e aquele sobre quem ela cair ficará reduzido a pó.” (Mateus 21 : 44)”Confiai no SENHOR perpetuamente; porque o SENHOR DEUS é uma rocha eterna.” (Isaías 26 : 4). “Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;” (Mateus 16 : 18″Diz-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra, que os edificadores rejeitaram, Essa foi posta por cabeça do ângulo; Pelo Senhor foi feito isto, E é maravilhoso aos nossos olhos?” (Mateus 21 : 42). “E não presumais, de vós mesmos, dizendo: Temos por pai a Abraão; porque eu vos digo que, mesmo destas pedras, Deus pode suscitar filhos a Abraão.” (Mateus 3 : 9)”Regozijo-me agora no que padeço por vós, e na minha carne cumpro o resto das aflições de Cristo, pelo seu corpo, que é a igreja;” (Colossenses 1 : 24). Percebeu! Pedro foi a pedra utilizada por Jesus para ele mesmo edificar sua igreja. Perceba: tu és Pedro (pedra) e sobre esta pedra (pedro) EDIFICAREI A MINHA IGREJA. (Sujeito oculto EU, JESUS EDIFICAREI A MINHA IGREJA). Portanto Jesus é A ROCHA e Pedro é a pedra. A pedra angular que foi rejeitada foi Jesus.

    José Londilei Gonçalves Rocha 3 Dezembro, 2009 23:25
  • È verdade que o Senhor Jesus proferiu a Pedro as bem conhecidas palavras: “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja” (Mateus 16:18). Todavia, isto está muito longe de declarar que Pedro seria o chefe universal da igreja (o primado de Pedro) e que a sua autoridade seria transmitida aos seus sucessores (sucessão apostólica). As primeiras gerações de cristãos não entenderam as palavras de Cristo dessa maneira. Tanto é que não se vê em todo o Novo Testamento qualquer noção de que Pedro tenha ocupado uma função formal de liderança na Igreja Primitiva. No chamado “concílio de Jerusalém”, narrado no capítulo 15 de Atos dos Apóstolos, isso não aconteceu, e o próprio Pedro não reivindica essa posição em suas epístolas. Antes ele se apresenta como apóstolo de Jesus Cristo e como um presbítero entre outros.
    Pedro, apóstolo de Jesus Cristo, aos estrangeiros dispersos no Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia (1 Pedro 1:1).
    Aos presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar (1 Pedro 5; 1).
    Mais difícil ainda é estabelecer uma relação inequívoca entre Pedro e os bispos de Roma. Os historiadores não encontram uma base absolutamente segura para afirmar que Pedro sequer tenha estado em Roma, quanto mais para admitir que ele tenha sido o primeiro bispo daquela igreja. Ademais é um fato bem estabelecido que não houve episcopado monárquico no primeiro século, no âmbito do cristianismo. As igrejas eram governadas por colegiados de bispos ou presbíteros.
    E de Mileto mandou a Éfeso, a chamar os anciãos da igreja.
    Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue (Atos 20:17, 28).
    Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei.
    Porque convém que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância (Tito 1:5, 7).
    Quanto a Jesus dizer a Pedro que sobre essa pedra edificaria a sua igreja. Ele estava afirmando que iria construir a sua igreja na qual Ele mesmo seria a pedra principal. Veja a luz das Escrituras Sagradas:
    Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina.
    E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos (Atos dos Apóstolos 4:11-12).
    Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo (1 Coríntios 3:11).
    E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja (Efésios 1:22).
    Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina (Efésios 2:20).
    Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo (Efésios 4:15).
    È inegável que Cristo falava a Pedro de si mesmo, como a pedra a qual ele edificaria a sua igreja.
    Portanto é na Bíblia que encontramos a resposta para a sua dúvida.

    Anónimo 3 Dezembro, 2009 23:25
  • simples pq a igreja catolica romana om sua sede de poder brigou para conseguir o poder da igreja catolica que estava nas mãos do patriarca de constantinopla (igreja catolica ortodoxa grega)e com isso causaram o cisma ou melhor a divisão da igreja católica e com isso sairam do catolicismo original e criaram a igreja catolica romana e assim com o intuito de ganhar mais fiéis incluiram em seus dogmas varios rituais pagãos, e confiscaram documentos que atestavam que a icar não era a primeira e sim uma discidente do catolicismo original,e com isso forjaram que ela seria a primeira e para ar mai enfase a ssa mentira trataram logo de exterminar grupos religiosos que já existiam desde o tempo de JESUS ex: anabatista novacianos, valdenses e etc, e como não tinha mais ninguem para acusa-la de usurpar o lugar de primeira igreja cristã, poia a maioria etava mortos ou escondios com medo de serem retaliados com fero e fogo ela forjou que Pedro é a rocha sendo que na biblia varia vezes vemos esse titulo sendo dado a JESUS CRISTO e não a Pedro,e ainda mais inventaram que Pedro foi o primeiro papa sendo que pedo nunca o oi e muito menos esteve em roma,e com isso e com mentiras encima de mentiras se formou a igreja catolica apostolica romana, “UMA MENTIRA CONTADA VARIA VEZES SE TORNA UMA VERDADE,MAS SÓ PARA AQUELES QUE NÃO QUEREM ENCHERGAR A REAL VERDADE”e assim a icar dominou as pesoas menos avisadas e com uma forma de alienaã e proibindo o povo de ter acesso a biblia a icar fez com que os seus fiéis ficasem cegos não enchergando as verdade que tem na biblia e assim até hoje escondem dos fiéis a verdade da palavra de DEUS e continuam a manipular as mentes dos pobres católicos ensinando doutrinas satnicas oriundas do paganismo,e conduzindo os fiéis a perdição.

    WP Autoblog Plugin 3 Dezembro, 2009 23:25
  • O PRIMADO DE PEDRO:
    1)-Cristo prefere a barca de São Pedro ( A IGREJA CATÓLICA):É na barca de Pedro que ocorre a pesca milagrosa, de uma simbologia extremamente significativa (S. Lucas, V, 3-6). Outra pesca milagrosa irá ocorrer após a ressureição, no lago de Tiberíades, de novo na barca de Pedro (João, XXI, 3,7, 11). A barca de Pedro é chamada de “a barca”, por antonomásia, em outras passagens (Mateus, VIII, 23; XIV, 22; Marcos, IV, 36; VI, 45), em oposição às “outras barcas” (Marcos, IV, 36)Tiremos a conclusão obrigatória: fora da Barca de Pedro não se acha Cristo.
    2)-Pedro é o mais citado pelos Evangelistas :Podemos constatar a proeminência de São Pedro entre os Apóstolos, em primeiro lugar, pela quantidade de vezes que ele é nomeado nos Evangelhos: vários já fizeram notar que os evangelistas fazem referência a Pedro 171 vezes (114 nos evangelhos e 57 nos Atos dos Apóstolos), enquanto que do apóstolo amado, São João, fazem 46 citações.
    3)-Cristo muda o nome de Simão para Pedro :”Este (André) encontrou primeiro seu irmão Simão, e disse-lhe: Encontramos o Messias. E levou-o a Jesus. E Jesus, fixando nele o olhar, disse: Tu és Simão, filho de João, tu serás chamado Cefas, que quer dizer Pedro (Pedra)” (S. João, I, 41-42). Ora, em toda a Sagrada Escritura Deus muda apenas três vezes o nome de homens, sempre para destacar a dignidade de uma vocação superior: primeiro, muda o nome de Abrão para Abraão, tornando-o o patriarca fiel a Deus e recompensado com a Antiga Aliança e a promessa de uma descendência pujante (Gênesis, XVII, 5-8).
    4)-A lista dos Apóstolos – Pedro sempre em 1º – POR QUE ? :Todas as vezes que os evangelistas nomeavam os doze apóstolos, o faziam invariavelmente começando por Pedro e terminando por Judas, com os demais ocupando lugares diferentes (S. Mateus, X, 2-4, S. Marcos, III, 16-19, S. Lucas, VI, 14-16, Atos, I, 13). Se não é difícil imaginar o porquê do último lugar ao traidor, também não o é o primeiro para Pedro. São Mateus é explícito: “Primeiro, Simão que se chama Pedro.” (S. Mateus, X, 2-4).
    5)-O “Tu es Petrus” – Mateus 16,18 : Nunca houve texto mais deturpado, mais recortado e refeito, na busca desesperada de alterar-lhe o sentido, que se apresenta simples. Para os protestantes, Cristo estaria falando de duas pedras. A primeira pedra (“tu és pedra”) não é pedra; no máximo, é uma pedra menor, diferente da segunda (“sobre esta pedra”). A primeira é Pedro, a segunda, Cristo, ou a confissão de Pedro, conforme o examinador. Porém, o texto se dirige todo a Pedro – “tu és Pedro…”; “eu te darei as chaves…”; “tudo que (tu) ligares…” – em resposta à sua confissão, como um prêmio pela sua defesa pública da fé. O texto não traz qualquer interrupção lógica, para passar a se referir a Nosso Senhor. Se assim fosse, a frase ficaria sem sentido: “tu és Pedro, mas não edificarei a minha Igreja sobre ti, senão sobre mim; as chaves do céu porém te darei.” Ora, é impossivel admitir que a Sabedoria Divina tenha se expressado de forma tão confusa, ainda mais se nos lembrarmos da mudança do nome de Pedro. Lembremos ainda que Cristo falava em aramaico, língua em que Pedro e pedra significam, ambos, Cefas. Não resta qualquer espaço para dúvidas.
    6)-O “Pasce oves mea”( Apascenta minhas ovelhas – (S. João, XXI, 15-17) : A Pedro, e a ninguém mais, é confiado o pastoreio das ovelhas e dos cordeiros, a que nosso Senhor pede três vezes a confirmação de Pedro, e três vezes o confirma: “Disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes? Respondeu-lhe Pedro: Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo. Disse-lhe (Jesus): Apascenta os meus cordeiros…
    7)-Ora, Cristo não possuía nem cordeiros nem ovelhas. O que Ele confia a Pedro é seu rebanho de almas, constituindo-o seu pastor. São Pedro, após a ascensão de Cristo, assumirá seu dever de pastor universal, conduzindo a Igreja nascente. Após sua morte, será substituído, no decorrer dos séculos, pelos seus legítimos sucessores, os papas, até a consumação dos tempos, sob a assistência infalível de Cristo.
    8)-COM RELAÇÃO AOS PROTESTANTES SECTÁRIOS: João 4: 19 – “Eles Saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos; pois, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco. Mas, [saíram] para que se mostrasse que nem todos são dos nossos, nem do número dos eleitos.

    Afonso A F 3 Dezembro, 2009 23:25
  • Simples, eles distocem as escituras sagradas, texto sem contexto é pretexto para heresia, agora pergunte o que significa Pedro no original grego.

    Calib 3 Dezembro, 2009 23:25
  • O que qui é esse tal de Icar ?

    Católico ROMANO 3 Dezembro, 2009 23:25

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Loading...