As Palavras do Senhor

Se Não Fosse A Igreja Católica Não Teriamos A Biblia?

A importância da Igreja
Se não fosse a Igreja Católica, não existiria a Bíblia como a temos hoje, com os 73 livros canônicos, isto é, inspirado pelo Espírito Santo. Foi num longo processo de discernimento que a Igreja, desde o tempo dos Apóstolos, foi “berçando” a Bíblia, e descobrindo os livros inspirados. Se você acredita no dogma da infalibilidade de Igreja, então pode acreditar na Bíblia como a Palavra de Deus. Mas se você não acredita, então a Bíblia perde a sua inerrância, isto é, ausência de erro.


Comments to Se Não Fosse A Igreja Católica Não Teriamos A Biblia?

  • O Catolicismo peca quando ensina ao povo intercessores múltiplos, quando a Bíblia é muito clara sobre quem é o nosso único advogado (I Jo 2.1). Sem falar na veneração às imagens, rito nunca praticado pelos cristãos primitivos.
    Por trás do ensinamento romanista de que, “a honra devolvida nas santas imagens é uma veneração respeitosa”, está a intenção de se ver protegido, guardado, ou que o santo representado na imagem venha interceder pelo pedinte, e isso é pecado de idolatria e de feitiçaria, pois o espírito de quem já morreu não deve ser invocado pelos vivos, segundo a Bíblia (Is 8.19; Ec 9.5,6).
    A Igreja Romana tem ensinado há séculos que os santos e Maria intercedem pelos fiéis; ora, se eles já partiram e seus espíritos são invocados, isso é invocação de quem já morreu e é pecado (Dt 18.10-12; Is 8.19). Essa prá­tica parece mais com o espiritismo do que com o cristianismo.
    A Bíblia mostra somente Jesus Cristo (Jo 14.6; I Tm 2.5; Rm 8.34; Hb 7.22-25) e o Espírito Santo (Rm 8.26,27) como nossos intercessores junto a Deus.
    A doutrina católica também confunde-se na intercessão de humanos por humanos. A Bíblia ensina que um humano pode interceder por outro somente se AMBOS estiverem vivos em carne, no nosso mundo, jamais estando um deles no além (Mt 5.44; Cl 1.9,10; I Tm 2.1,2).
    Não vemos exemplos na Bíblia de intercessão de algum servo de Deus, estando no nosso mundo, em favor de alguém do além (como as missas católicas pelos mortos).
    Ou a intercessão de algum ser humano, que foi para o além, em favor de alguém daqui (como os santos, Maria ou qualquer outro ser humano [criatura] que já partiu, intercedendo pelos daqui).
    Quando se obtém o contato direto com o Espírito Santo de Deus, de tal modo que se estabelece uma comunhão viva entre o Espírito de Deus e o espírito humano, então os homens não mais sentem qualquer necessidade de agência intermediária.
    Mesmo não tendo acontecido isso no caso dos católicos romanos e outros, após tantos séculos de existência da Igreja Romana, somente demonstra o fato de que muitos deles não têm progredido muito em sua espiritualidade.
    Um beijo e que Deus te abençoe.

    Águida 8 Janeiro, 2010 5:27
  • Não teríamos a Bíblia. Ela foi um importante instrumento de dominação utilizada pela Igreja Católica durante séculos. Se não fosse o poder dessa instituição, provavelmente, os livros que formam a bíblia teriam se perdido nos séculos. Talvez escritos isolados tivessem permanecido, mas nunca essa coleção atual. Imagina manter essa coesão de textos durante mais de 1500 anos até surgirem dissidências importantes na igreja. Não dá. Só com a força da instituição mesmo.

    Tarot Readings online by an experienced Psychic 8 Janeiro, 2010 5:27
  • A resposta é sim, teriamos do mesmo jeito.
    A igreja catolica foi na verdade umas das difusoras de grande porte da biblia, porem, como ja foi escrito, ela não é a dona ou detentora dos “direitos autorais” da biblia.
    Logo após a morte de jesus, e da ascensão da imagem sagrada do papa como lider da igreja, o catolicismo literalmente que “fitrou” alguns profetas e houve algumas divergencias com lutero. Porem, A biblia iria sim existir tranquilamente sem a igreja catolica, pois se trata de um evento historico e não somente focado no catolicismo, alguem ou alguma religião iria unir os maniscritos sagrados dos profetas e uma biblia iria surgir da mesma forma.
    Cada religião tem suas crenças e dogmas. Com certeza, essa nova biblia surgiria com os profetas os quais forem de acordo com seus principios.
    []s

    Metallic 8 Janeiro, 2010 5:27
  • Os livros apócrifos não são inspirados pelo Espírito Santo. foram colocados pela igreja católica, que, na verdade, escondia a bíblia para que ninguem pudesse ler e descobrir a verdade.
    Estude a história.

    ? ? V ? ? 8 Janeiro, 2010 5:27
  • Vc só esqueceu de dizer, q/ se não fosse
    Lutero, e muitos outros q/ pensavam como
    ele, nós não teríamos acesso a bíblia até
    hoje, seria guardada no esconderijo do
    Vaticano as sete chaves. Só poderíamos
    saber o q/ eles quizessem, isso é, de acordo
    com o q/ lhes convém. Sabemos q/ existem
    muito mistério ainda no Vaticano, q/ ninguém
    te acesso, são segredos, por quê será????????
    bjs…

    vivi 8 Janeiro, 2010 5:27
  • Igreja católica????
    Igreja católica???
    Meu caro… nada tem a ver com a existencia da Bíblia!
    Primeiro pq nada consta nela sobre catolicismo… Jesus, e a sua família eram judeus na época.
    Segundo, pq as doutrinas que os católicos seguem nada tem a ver com o que está escrito na bíblia!
    1) Óstia
    2) Batismo por aspersão em crianças recém-nascidas
    3) Instituir homens bondosos pra serem santos
    4) a bíblia não fala nada que Maria é mediadora entre nós homens e Deus, e sim Jesus! (II Tm. 2:5)
    5) para os católicos o Papa é o cabeça da Igreja e tem poder de decisão sobre a interpretação da Bíblia.
    6) os católicos acreditam que a Igreja Católica é a única Igreja com poder salvívico! Sendo que o único com poder pra salvar é Jesus Cristo.
    7) Ainda vivem um Jesus morto, e não uma cruz vazia, pois ressuscitou (nota-se pelas imagens de Jesus pregado numa cruz nos templos)
    8) Tratam as imagens dos santos como preciosidades, muitas vezes se esquecendo de Deus. Logo, adoram mais a criatura do que o criador. Deus não quer que substituamos ele por nenhuma outra obra, homem, imagem, nada. Ele é o único Deus com poder pra salvar, curar, libertar.
    Poderia dizer aqui mais N motivos…
    Enfim, espero ter esclarecido mkinhas idéias!

    Isadora Luz 8 Janeiro, 2010 5:27
  • S ñ fosse a lei de Deus por Moisés e os profetas ,e o povo de Israel ,ñ seria possível ter a bíblia.

    zezeinha da bahia 8 Janeiro, 2010 5:27
  • Antes da Igreja reunir, estudar e traduzir, a Biblia não existia.
    Existiam manuscritos separados. No latim medieval, biblìa é usado como uma palavra singular — uma colecção de livros ou “a Bíblia”. Foi São Jerónimo, tradutor da Vulgata Latina, que chamou pela primeira vez ao conjunto dos livros do Antigo Testamento e Novo Testamento de “Biblioteca Divina”. A Bíblia é uma coleção de livros catalogados, considerados por diversas religiões cristãs como divinamente inspirados. É sinónimo de “Escrituras Sagradas” e “Palavra de Deus”.
    No século IV, a Igreja se reuniu em Concilio em Nicéia, e uma das tarefas era organizar o “cânon”, ou a lista de livros sagrados considerados autênticos. Neste Concilio, os livros foram estudados e se investigou quais os que sempre foram lidos nos cultos e sempre foram considerados legítimos. E se estabeleceu a ordem ainda hoje conservada.
    Acho que não vale a pena falar mais sobre este assunto, o certo não vai ser aceito mesmo…
    É melhor deixar eles acreditarem que Deus reuniu e traduziu os manuscritos e depois mandou de caminhão para a livraria fuleira mais ´próxima da casa deles.
    A verdade não interessa para eles.

    John Lucas 8 Janeiro, 2010 5:27
  • Tiago, veja a resposta do profeta, santa ignorancia.
    A Bíblia era em grego e aramaico, quem traduziu a Bíblia para o latim exclusivamente para a Igreja Católica foi São Jeronimo, um dos poucos canonizados como santo católico não por sua fé, ou por milagres, pois Jeronimo tinha dúvidas se deveria ser cristão ou pagão até sua morte.
    Ele foi canonizado pelos serviços prestados a Igreja.
    No sincretismo de Umbanda São Jeronimo representa Xangô.

    Posso Perguntar? 8 Janeiro, 2010 5:27
  • Se não fosse os evangélicos lerem as Sagradas Escrituras e praticarem os seus ensinamentos, ela já estaria esquecida…
    Quem dera se víssemos os catolicos lendo a Biblia como os crentes fazem..
    Os seus 66 livros revolucionaram o mundo…é o suficiente para crermos em Jesus como Salvador de Nossas vidas…o ÚNICO…nada de santos..nada de imagens..nada de intermediários…
    ? ? ?
    ? ? ?
    (¸.•´Paz (¸.•`

    T??i??? 8 Janeiro, 2010 5:27
  • a biblia não é só invenção da igreja catolica, há varias religioes a partilhar a mesma biblia, como protestantismo, anlicanismo e até geova. portanto a biblia não se deve só a igraja católica, mas sim a várias religioes.

    Carlos C 8 Janeiro, 2010 5:27
  • Com base na historia….se não fossem os Romanos não teriamos a biblia,pois quando Jesus foi crucificado,os cristão (que eram muitos) começaram a se revoltar com os Romanos….então ,resumindo, os Romanos criaram a igreja catolica apostolica romana para “dominar” os cristão….pegaram os escritos e formaram a biblia,claro que com o passar dos anos e com a formação de outras religiões a biblia foi se modificando.

    lara 8 Janeiro, 2010 5:27
  • A Bíblia é uma coleção de livros, como você citou.
    A meioria deles está no antigo testamento, e foram escritos muito antes do nascimento de Jesus.
    A igreja (com esse nome) foi instituída por Jesus, que é o cabeça da igreja (como está escrito). Portanto, dizer que a igreja é a responsável pela Bíblia, é totalmente ilógico.
    A Bíblia sempre foi preservada pelo povo de Deus. Inicialmente pelos Hebreus (de onde tiramos os 39 livros do antigo testamento) e depois pelos 27 livros (4 evangelhos e demais escrituras) do novo testamento pelos primeiros cristãos.
    Infelizmente essa igreja (igreja significa reunião de pessoas, e não instituição) começou a se desviar daquilo que estava efetivamente escrito, em no final da idade média um padre descobriu isso ao LER a Bíblia, e acabou iniciando um movimento conhecido como reforma protestante.
    A vigente igreja da época reagiu com um movimento chamado contra-reforma, onde, uma das ações foi incluir alguns livros a mais no antigo testamento, chegando ao número de 73 que você menciona.
    Portanto, a Bíblia com 73 livros, sim, é só a Católica.
    Agora esses livros adicionados são de grande importância histórica, mas não foraminspirados pelo Espírito Santo, senão não haveriam, por exemplo, pedidos de desculpa por quem os escreveu (Deus não pede desculpa por falar verdades, só pede quem não tem certeza).
    O importante é ler a Bíblia, se você tem 66 ou 73 livros, leia. Se é tradução Ave Maria, CNBB, João Ferreira de Almeida, Linguagem de Hoje ou mesmo Torre de Vigia, o importante é ler a Bíblia, e aprender com ela.
    Que Deus te abençoe, no nome do Senhor Jesus Cristo.

    Levi sacerdote 8 Janeiro, 2010 5:27
  • CLARO QUE SIM, o último livro da bíblia foi escrito 100 anos apos a ressurreição de Jesus
    a igreja católica foi criada por Constantino no séc 4

    VOZ QUE CLAMA NO DESERTO 8 Janeiro, 2010 5:27
  • então se foram, voces, siga -a como se deve, começando pela distruição dos altares a idolos, que foi criado em um dos concilios , que não esta na Biblia.
    daí o sim é sim . e o não é não.
    façam então da Biblia a única verdade em suas vidas, não as leis e dogmas criadas, depois por varios concilios, e tenho a certeza que Pedro nunca quiz ser reverenciado.
    leia o livro de Atos o que aconteceu, quando pelas mãos dos apóstolos começaram a ocorrer milagres e o´povo queria reverencia-los.
    daí, vc pode encher a boca ao falar , a Igreja Católica segue fielmente a Biblia, que se não fosse por ela, não existiria;
    e ainda bater no peito, mas cuidado com o orgulho, esse foi o motivo da queda do Regente do Coral de Deus.

    D Lorca Feliz a nação de Jesus 8 Janeiro, 2010 5:27
  • eu tenho a certeza que se não fosse esses homens, não teriamos a Biblia.escrita, graças ao Nosso Deus , que eles ouviram e obedeceram a voz do Espirito Santo.
    esta nesta ordem
    Livro
    Data
    Autor
    Antigo Testamento:
    Gn
    1440 ac
    Moisés
    Ex
    1400 aC
    Moisés
    Lv
    1445 aC
    Moisés
    Nm
    1400 aC
    Moisés
    Dt
    1400 aC
    Moisés
    Js
    1400—1375 aC
    Josué
    Jz
    1050—1000 aC
    Desconhecido
    Rt
    1050—500 aC
    Desconhecido
    1 Sm
    931—722 aC
    Samuel e outros
    2 Sm
    931—722 aC
    Samuel e outros
    1 Rs
    560—538 aC
    Jeremias
    2 Rs
    560—538 aC
    Jeremias
    1 Cr
    425—400 aC
    Esdras
    2 Cr
    425—400 aC
    Esdras
    Ed
    538—457 Ac
    Esdras
    Ne
    423 aC
    Neemias
    Et
    465 aC
    Desconhecido

    Sec. V—II aC
    Moisés ou Salomão
    Sl
    1000—300 aC
    Davi, Asafe e outros
    Pv
    950—700 aC
    Salomão e outros
    Ec
    935 aC
    Salomão
    Ct
    970—930 aC
    Salomão
    Is
    700—690 aC
    Isaias
    Jr
    626—586 aC
    Jeremias
    Lm
    587 aC
    Jeremias
    Ez
    593—573 aC
    Ezequiel
    Dn
    537 aC
    Daniel
    Os
    750 aC
    Oséias
    Jl
    835—805 aC
    Joel
    Am
    760—750 aC
    Amós
    Ob
    586 aC
    Obadias
    Jn
    760 aC
    Jonas
    Mq
    704—696 aC
    Miquéias
    Na
    612 aC
    Naum
    Hc
    600 aC
    Habacuque
    Sf
    630 aC
    Sofonias
    Ag
    520 aC
    Ageu
    Zc
    520—475 aC
    Zacarias
    Ml
    450 aC
    Malaquias
    Novo Testamento:
    Mt
    50 –75 dC
    Mateus
    Mc
    65—70 dC
    Marcos
    Lc
    59—75 dC
    Lucas
    Jo
    85 dC
    João
    At
    62 dC
    Lucas
    Rm
    56 dC
    Paulo
    1Co
    56 dC
    Paulo
    2Co
    56 dC
    Paulo
    Gl
    55—56 dC
    Paulo
    Ef
    60—61 dC
    Paulo
    Fp
    61 dC
    Paulo
    Cl
    61 dC
    Paulo
    1Ts
    50 dC
    Paulo
    2Ts
    50 dC
    Paulo
    1Tm
    64 dC
    Paulo
    2Tm
    66—67 dC
    Paulo
    Tt
    64 dC
    Paulo
    Fm
    60—61 dC
    Paulo
    Hb
    64—68 dC
    Desconhecido
    Tg
    48-62 dC
    Tiago (irmão de Jesus)
    1Pe 60 dC Pedro 2Pe 65—68 dC Pedro
    1Jo
    90 dC
    1,2,3 Jo // João
    Jd
    65—80 dC
    Judas
    Ap
    70—95 dC
    João
    e existem os livros apócrifos ou não canonicos que foram inseridos na Biblia utilizada pelos católicos.
    1. A palavra Apócrifo , do grego apokrypha, escondido, nome usado pelos escritores eclesiásticos para determinar, 1) Assuntos secretos, ou misteriosos; 2) de origem ignorada, falsa ou espúria; 3) documentos não canônicos.
    2. Os livros apócrifos do A.T. Estes não faziam parte do Cânon hebraico, mas todos eram mais ou menos aceitos pelos judeus de Alexandria que liam o grego, e pelos de outros lugares; e alguns são citados no Talmude. Esses livros, a exceção de 2 Esdras, Eclesiástico, Judite, Tobias, e 1 dos Macabeus, foram primeiramente escritos em grego, mas o seu conteúdo varia em diferentes coleções.
    origem da biblia ,como conhecemos, e quem a traduziu e editou pela 1ª vez
    OS ORIGINAIS
    Grego, hebraico e aramaico foram os idiomas utilizados para escrever os originais das Escrituras Sagradas.
    O Antigo Testamento foi escrito em hebraico. Apenas alguns poucos textos foram escritos em aramaico.
    O Novo Testamento foi escrito originalmente em grego, que era a língua mais utilizada na época.
    Os originais da Bíblia são a base para a elaboração de uma tradução confiável das Escrituras. Porém, não existe nenhuma versão original de manuscrito da Bíblia, mas sim cópias de cópias de cópias. Todos os autógrafos, isto é, os livros originais, como foram escritos pelos seus autores, se perderam. As edições do Antigo Testamento hebraico e do Novo Testamento grego se baseiam nas melhores e mais antigas cópias que existem e que foram encontradas graças às descobertas arqueológicas.
    Para a tradução do Antigo Testamento, a Comissão de Tradução da SBB usa a Bíblia Stuttgartensia, publicada pela Sociedade Bíblica Alemã. Já para o Novo Testamento é utilizado The Greek New Testament, editado pelas Sociedades Bíblicas Unidas. Essas são as melhores edições dos textos hebraicos e gregos que existem hoje, disponíveis para tradutores.

    Marta Melhor do mundo 8 Janeiro, 2010 5:27
  • bla, bla, bla ,bla…
    Se dependesse da igreja romana, as missas ainda seriam em latim, o povo continuaria sem ter bíblia, ela seria peça do museu do vaticano, apenas os sacerdotes teriam acesso a ela e o povo continuaria pagando indulgências e tratado como gado pelos coronéis sanguinários de batina.
    Viva Martinho Lutero e os heróis mártires da Fé que nos deram a oportunidade de ter a bíblia.

    Ger 8 Janeiro, 2010 5:27
  • Nem sei porque vou postar alguma resposta aqui, mas vá lá:
    1º A Bíblia começou a ser escrita a pelo menos 3800 anos atras… o catolicismo tem cerca de 1600 anos.
    2º Os livros inspirados e canonicos são 66.
    sendo os outros 7 – apócrifos escritos por pessoas nos anos que se seguiram do ano 100 a 500.
    3º É muita pretenção e desamor querer impor um modo de pensar que engrandece alguns homens e menospreza a maior parte da humanidade – isso não se parece com o que Jesus ensinava, de forma alguma!

    Hucara 8 Janeiro, 2010 5:27
  • teriamos sim só que em latin kkkkkkkkkkkkkkkk

    VCD-versão 2010 em breve !!! 8 Janeiro, 2010 5:27
  • Os evangelhos oficiais e apócrifos precederam a igreja católica e existiriam mesmo sem ela, uma vez que a autoria não é da igreja católica. A igreja católica selecionou os evangelhos que lhe pareceram mais afinados com suas pregações e condenou os demais à condição de apócrifos e tentou destrtuí-los, determinando que seus seguidores não tivessem acesso ao conteúdo. Os “estudos” da igreja católica sobre a bíblia ocorreram na época da idade média, da perseguição às bruxas, da queima de inocentes, dos assassinatos das cruzadas e da tortura de cientistas como Galileu ( que ousou dizer que a terra rodava em torno do sol). Esse “estudo” determinou o que seria lido ou não pelos seguidores. Ou seja, o “espírito santo” se manifestou durante a época dos assassinatos em massa. Não há que se falar em inerrância da Bíblia e sim em dissernimento de que a palavra de Jesus se traduz no amor ao próximo e não na fé cega na igreja, seja qual for.

    MR WHO 8 Janeiro, 2010 5:27
  • De maneira nenhuma, afinal a bíblia não foi escrita pela Igreja mas sim, por pessoas que acreditavam nos acontecimentos milagrosos daquela época e decidiam gravá-los em cartas, crônicas e livros. Com base nisto, Podemos concluir que Jesus
    não era Católico, e nem evangélico Ele era Deus que se fez homem para salvar e libertar os seus filhos.

    carla m 8 Janeiro, 2010 5:27
  • Não concordo com: “Essa conclusão nos leva a uma outra, também importantíssima, que é a seguinte: se foi a Igreja, que guiada pelo Espírito Santo, compôs a Bíblia, logo, é ela também a única autoridade capaz de a in-terpretar segundo o que Deus quis nos dizer de fato.”
    Será que Deus deu cérebro somente para os papas e padres para só eles interpletarem a bíblia, e quanto ao que diz a palavra de Deus em joel 2:28-29, que Deus derramaria sobre toda a carne o Espírito, não é o Espírito que dá a interpletação ao homem, ou será que nem o Espírito pode dar a interpletação ao homem e somente a igreja católica pode?
    Será que Deus tem religião? Se tiver será que Ele é católico? Se a resposta for: Ele não tem religião, por que então que só os sacerdotes católicos é que podem interpletar a bíblia? Será que eles são mais bonitinhos do que os outros ou será que são deuses?
    A interpletação da palavra é dada à todos aqueles que se dedicam, que buscam e é dada pelo Espírito Santo de Deus.
    Católico crê mais na igreja católica do que em Deus.
    Também não concordo com muito outras coisas.

    Solimar 8 Janeiro, 2010 5:27