As Palavras do Senhor

Se O Constantino Não Tivesse Adotado E Difundido O Cristianismo, Hoje Poderíamos Ter Alguma Outra Religião?

Difundido? que piada!! ele só liberou o cristianismo para todo imperio romano por que ele fez um auteração na biblia que ajudou a ele manter o poder do imperio mesmo com o culto ao cristianismo.
• O imperador constantino tirou a palavra reencarnação do novo testamento e no lugar colocou a palavra ressureição. Ele tinha medo de que se as pessoas soubessem da verdade de que iriam ter outras chances de voltar a terra em outra vidas, se tornavam rebeldes e não obedecessesem as suas Leis. Tinha medo de que seu império enfraquece por causa da reencarnação. Por isso no século IV, antes de liberar o culto do cristianismo a todo império romano ele mandou apagar todas as referências de reencarnação na bíblia e colocou ressureição no lugar, e inventou o ” céu e inferno” e o Juízo final como forma de escravizar ma mente das pessoas. Constantino ao meu ver, era um político extremamente inteligente e manipulador.
No século VI , no 2 concílio de constantinopla a Igreja católica apoiou a decisão de constantino declarando oficialmente a reencarnação como uma eresia. Ela ( a igreja) também achava que a crença na reencarnação poderia impedir seu poder crescente, e por isso resolveu impor a chibata do ” Juízo final”. Pregando a crença do Céu e inferno, a igreja católica se tornou dona de um terço das terras européias, se tornou tão poderosa que até reis se curvavam perante ela.


Comments to Se O Constantino Não Tivesse Adotado E Difundido O Cristianismo, Hoje Poderíamos Ter Alguma Outra Religião?

  • Talvez, mas não tão idealizada através dos tempos! Constantino somente abraçou o Cristianismo como estratégia política. Precisava unir o império e o número de cristãos era imenso. Daí encorporou à doutrina de Jesus muitos mitos pagãos dos romanos pois queria agradar todo mundo. Por exemplo, Virgem Maria (a Deusa), a divindade de Jesus (como na Mitologia greco-romana) e as imagens e procissões, entre outros. Ele era muito estrategista!
    No Concílio de Nicéia escolheram os livros que melhor serviriam ao seu propósito de unificar para dominar. Houve muito quebra-pau e até assassinatos. Queimaram os Evangelhos Apócrifos (principalmente os gnósticos – que davam enfase à busca do conhecimento e ao misticismo de Jesus) e no fim saiu a bíblia que nós conhecemos, alterada, limitada, e chamada “divinamente escrita”. Formulada para dar poder ao Clero e ao Estado, de forma supersticiosa e dogmática, como é até os nossos dias, através da ignorância do povo e seus medos de quase tudo.
    Olha as igrejas evangélicas e diz que não é a mesma coisa!

    fenix 2008 1 Fevereiro, 2010 2:27
  • Constantino não difundiu o cristianismo, mas por certo deu uma contribuição muito significativa. Ao se converter se tornou um verdadeiro instrumento de Deus. Se ele não tivesse feito isto, com certeza Deus com seu poder teria capacitado outro para esta missão.

    cream for stretch marks 1 Fevereiro, 2010 2:27
  • Amigo,
    Provavelmente nem saberíamos quem era Jesus Cristo se Constantino não tivesse adotado o Cristianismo.
    Não sei qual seria a outra religião, mas posso afirmar que existiria sim uma dominante… Quem saber seria o Budismo…rsrs
    Abraços

    Clara 1 Fevereiro, 2010 2:27
  • Se o cristianismo não tivesse CONTAMINADO os corações e as mentes dos povos ocidentais, hoje seríamos quase todos ATEUS ou então, autênticos PAGÃOS.
    ………

    Maat-LUZ 1 Fevereiro, 2010 2:27
  • Certamente teríamos o paganismo.
    Afinal, a partir do século IV, o Cristianismo se tornou religião oficial em Roma. A primeira proibição efectiva dos cultos pagãos foi decretada no Império Romano em 392. Por essa altura, deu-se a última séria tentativa da aristocracia apresentar um pretendente pagão à chefia do Império.

    EDUM IMPAVIDUM 1 Fevereiro, 2010 2:27