As Palavras do Senhor

Se O Livro De Enoch Tivesse Sido Incluido Na Biblia, Hoje Todos Estariam Crendo Nele Como A Palavra De Deus?

O livro de Enoch foi escrito por volta do sec II a.c, durante a compilaçao biblica, os sacerdotes catolicos estavam decidindo qual livro irria compor a biblia e quais nao irriam, e por muito pouco o Livro de Enoch nao fez parte da biblia…!
Entao, se o Livro de Enoch tivesse sido escolhido pelos “religiosos” da idade media (os mesmos responsaveis pela inquisiçao), hoje todos os catolicos e evangelicos estariam crendo nesse livro como sendo a “palavra de deus”…! (por favor, pesquisem e tirem suas proprias conclusoes)…
Voces nao acham um absurdo isso…?! (ou será que sou apenas eu…?!)


Comments to Se O Livro De Enoch Tivesse Sido Incluido Na Biblia, Hoje Todos Estariam Crendo Nele Como A Palavra De Deus?

  • O antigo testamento foi um manifesto de um povo contra o império Egípcio. O novo testamento foi um manifesto político contra o império Romano. A reforma foi uma dissidência ao estado teocrático controlado pela Igreja. O curioso é que as realidades políticas que originaram estes livros todos já se extinguiram, mas eles continuam sendo reverenciados agora como “sagrados”. Curioso processo. Às vezes penso que se os egípcios tivessem sido monoteístas, por correlações subsequentes nós poderíamos hoje estar adorando o deus Sol.

    Winter, gentio pagão 19 Julho, 2009 17:27
  • Se eu tivesse ganho na megasena não estaria aqui hoje.Se eu fosse 10 anos mais jovem …ahh.
    Se o Brasil não tivesse tantos políticos corruptos seria uma superpotência.
    Se não fosse a crise…..

    Titus 19 Julho, 2009 17:27
  • Não pq se este fizesse parte muitos outros reunidos em um livro chamados “Apócrifos da Bíblia” – embora bastante interessantes -Assim ficaria difícil de dizer tratar-se da mesma religião

    Esperanç 19 Julho, 2009 17:27
  • se tivessem colocado chapeuzinho vermelho na bíblia hoje estariamos dizendo que o lobo mau é satanás em linguagem metafórica.

    Zeus 19 Julho, 2009 17:27
  • Os 66 LIVROS da Bíblia já são MAIS DO QUE SUFICIENTES para que nós creiamos na PALAVRA DE DEUS!

    Sergio M 19 Julho, 2009 17:27
  • !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!11

    til 19 Julho, 2009 17:27
  • Eu tenho “O LIVRO DE ENOQUE”, e há muitos fatos interessantes e tremendos neste livro. No entanto, tanto os judeus como os cristãos não o aceitam, por que há algumas adulterações e acréscimos no livro, pois perdeu-se boa parte dos seus originais.
    Pedro e Judas citam o mesmo, por provavelmente o próprio Jesus ter ensinado aos apóstolos a respeito de Enoque, e por citações do conteúdo inspirado do Livro, no tamulde – livro das tradições orais do judaísmo.
    A VERACIDADE DA PALAVRA DE DEUS
    A maior prova da veracidade da Bíblia está em alguns fatos incontestáveis:
    1º – O Tanach (Antigo Testamento da Bíblia) dos judeus, foi escrito em épocas diferentes, em circunstâncias diferentes e por homens que viveram distantes um dos outros e que em muitos casos nem se conheceram. A cópia destes escritos proféticos e Bíblicos, eram escritos com muito zelo e dedicação dos escribas e até para escrever o TETRAGRAMATON (YHWH) – nome Divino, eles banhavam-se antes, por uma liturgia de zelo e temor de não errarem o nome Divino e nada que estava contido em sua Palavra.
    Se errassem ou deixassem cair tinta no pergaminho, aí queimavam ou enterravam o mesmo, pois aí a terra iria decompor o mesmo, para não serem profanados. Quando os rolos de pergaminhos envelheciam, então eles o enterravam após fazer outro idêntico.
    Até alguns erros de números que alguns escribas cometeram no passado, ao fazer estas cópias de cópias, ficaram como tal, e por isto constam até hoje em nossas versões, sem no entanto perderem a inspiração e veracidade da Palavra de Deus, sendo possíveis sua interpretação, pois existem geralmente a versão correta por exemplo – em “I, II Reis” e o possível erro (de escriba) em Crônicas.
    >>> Os manuscritos do “mar morto” descrevem e comprovam a veracidade da septuaginta (versão usada pelos judeus, por Jesus e pelos Apóstolos no seu tempo) e que comprovam exatamente o zelo dos escribas ao copiar fielmente os textos, sem alterá-los; comprovando assim a fidelidade da Septuaginta (versão dos setenta para o grego).
    >>> As profecias e achados arqueológicos comprovam a veracidade dos textos e existências de cidades citadas no Tanach. Ex. disto, é a cidade de “Ur” dos caldeus, onde Abraão viveu e achados arqueológicos da mesma. O próprio “Jesus” histórico é prova de muitas destas profecias em sua rejeição pelos judeus que perdurariam até os tempos finais (em breve isto findará e irá se cumprir Zacarias 12:10).
    2º – O Brit Chadashá (Novo Testamento) chegou hoje em nossas mãos após muitas perseguições e heresias que se levantaram contra “a verdade” do Evangelho de Jesus, tanto por parte dos judeus, como pelo império romano. No entanto, foram preservados os autógrafos e cópias dos escritos Apostólicos e Evangélicos, sendo os mesmos compilados e reunidos em uma só obra, e no entanto, nenhum dos livros se contradizem entre si e se complementam em perfeita harmonia, são chamados sinóticos exatamente devido a sua harmonia e perfeita compreensão sendo impossível terem sido manipulados e elaborados por homens de forma tão precisa e verdadeira.
    >>> Os escritos espúrios e apócrifos do Novo Testamento, estão cheios de conceitos do gnosticismo do século II e que se contradiziam entre si, com citações e heresias que contrariavam os ensinos Apostólicos.
    >>> Muitos dizem ter sido o catolicismo e o papado quem manipulou os livros que deveriam compor o Novo Testamento e que os inventou, mas isto é facilmente desmascarado, pois como iriam criar livros que denunciam ao próprio sistema como pagão e herege???
    Quem estuda a Bíblia e o Novo Testamento sentem sua inspiração e não se deixam enganar por tantas heresias e mentiras papais que são facilmente refutadas pelas doutrinas e ensinos de Jesus.
    3º – A plena harmonia entre o Tanach (Antigo Testamento) e o Brit Chadashá (Novo Testamento) e um não pode existir sem o outro, pois se complementam!
    >>> Você jamais entenderá Deus ou a sua Palavra (isto vale até para judeus) se não assimilarem que: Em Jesus se cumpre toda a lei e os profetas!
    Sem o Novo Testamento, acontecerá até mesmo uma incompreensão total de planos e atitudes de Deus no passado!
    Deus é Fiel!
    Sua Palavra é Fiel!
    E você fará o que com esta Palavra???? Será fiel??? Ou infiel???
    Como costumo dizer: “Para se ter o nome escrito no “Livro da Vida” nos céus, é preciso viver de acordo com os ensinos do “Livro da vida” da terra: A Bendita Palavra de Deus!
    Contextualizada, é claro no “Novo Testamento”, pois seu autor é: O VERBO DE DEUS!
    João 1: E O VERBO SE FÊZ CARNE E HABITOU ENTRE NÓS…
    A salvação portanto, vem de um judeu – Jesus – E os Apóstolos e todos os escritores da Bíblia são judeus, logo, a verdade teológica precisa estar embasada numa fé judaico-bíblica-cristã e não numa teologia alemã-protestante ou católica romana.
    Um abraço!
    Waldir Alves

    Waldir - SHALOM ADONAI ECHAD! 19 Julho, 2009 17:27