As Palavras do Senhor

Você Abomina O Ecumenismo Mesmo Sendo A Vontade De Jesus E O Sentido Da Conversão De Paulo Apóstolo?

Paz e Bem e bom domingo a todos !
A Igreja celebra a conversão de São Paulo e o evangelho desta celebração é o texto final de São Marcos, quando Jesus envia os Apóstolos nesse “Ide pelo mundo inteiro e anunciai o evangelho a toda criatura!” que é a nossa principal caminhada de missão.
Nossa “meta” se confunde, portanto, com a “metanóia” de Paulo, porque é São Paulo o maior exemplo desta fidelidade ao chamado do Senhor de propagar ao mundo inteiro que o Senhor Ressuscitou, e por isto, não é vã a nossa fé.
Mas a missão de Paulo precisou antes de uma conversão, de uma mudança total de rumos, de perseguidor de cristãos a anunciador do Senhor , Paulo passou pelo encontro pessoal com Jesus , a sua metanóia , o seu cair do cavalo.
Para ver Jesus é necessário viver antes, essa conversão e adesão profunda e radical ao projeto de Jesus, que nos transforma por inteiro e nos faz novas criaturas.
Também hoje termina a semana de oração pela unidade dos cristãos, uma coincidência intencional com a festa que a encerra, porque ninguém procurou unir mais os cristãos do que São Paulo, pois, como ele disse:
“ Já não há judeu nem grego, nem escravo nem livre, nem homem nem mulher, pois todos vós sois um em Cristo Jesus.”(Gálatas 3:28).
E
Aí não haverá mais grego nem judeu, nem bárbaro nem cita, nem escravo nem livre, mas somente Cristo, que será tudo em todos.( Colos. 3:11)
E esta leitura orante da conclusão de Paulo nos faz refletir sobre outro aspecto referente à unidade: para sermos uns com os outros é necessário antes sermos um com Cristo para que o Cristo seja tudo em todos.
Não há ecumenismo se antes não houver uma adesão profunda ao Senhor, e será essa adesão a Jesus que irá nos credenciar a procuramos sermos , como Paulo quer, “um em Cristo Jesus”.
Palavra que nos remete àquela outra , de Nosso Senhor, na oração sacerdotal de Jesus, quando Ele pede ao Pai , que todos sejamos um, como Ele e o Pai são Um, para que o mundo creia.
Assim sendo o ecumenismo não é só “ser um com os outros irmãos” é antes, sermos um com Cristo Jesus, e tudo o mais, é simples decorrência.
Existem aqueles e aquelas que, abominando o ecumenismo, abominam o mandado de Jesus e a palavra de São Paulo, e glorifiquemos a Deus por aqueles e aquelas que buscam o Senhor, de coração sincero, ampliando assim a família cristã no mundo, num mundo que precisa cada dia mais Cristo, que precisa mais de salvação.
Solenidade da Conversão de São Paulo Apóstolo – XXIX AD.

COMENTÁRIOS FACEBOOK

Comments to Você Abomina O Ecumenismo Mesmo Sendo A Vontade De Jesus E O Sentido Da Conversão De Paulo Apóstolo?

  • Não abomino o ecumenismo querido por Jesus, mas sim o ecumenismo praticado hoje em dia, um ecumenismo sem sentido, que não visa a conversão de ninguém, somente visa a difusão do erro de que todas as religiões estão certas.

    Thiago "Maza" 16 Setembro, 2009 11:30
  • Vcs não estão querendo ecumenismo à toa né! Estão louquinhos pra ter todo o poder nas mãos novamente e voltar a matar as pessoas talvez não mais em fogueiras já que a tecnologia aumentou e vcs poderão provar novas formas de torturas e mortes.
    O papa ja desexcomungou os bispos que negam o holocausto,já é um princípio de ecumenismo não é mesmo????/

    gabcoe43 16 Setembro, 2009 11:30
  • Num mundo com um diversidade cultural e religiosa tão grande, o ecumenismo é algo real e necessário. Através dele colocamos nossas diferenças de lado e nos unidos por aquilo que somos iguais.
    Porém o ecumenismo so existe quando há respeito por ambas as partas. Negar a própria fé somente para agradar ao outro, não é ecumenismo.

    WP Robot Autoposter 16 Setembro, 2009 11:30
  • Não abomino o ecumenismo pois vejo muita beleza nele.
    Mas todo aqule que se julga proprietário de Deus e da verdade Universal,
    todo aquele que esquece de pedir todos os dias para se livrar dos seus pecados pois se julgasalvo antes do julgamento , é abominável.

    Achiles *Catolico* 16 Setembro, 2009 11:30
  • Frei Bento, maravilhoso esse texto.
    Não abomino o ecumenismo, acho que ele é a saída e o caminho,
    pois conforme disse em sua pergunta, era exatamente isso que Jesus pregava. É assim que entendo.
    Beijo
    Paz e Bem, sempre!

    Salomé 16 Setembro, 2009 11:30
  • OLHA! NÃO É QUE EU ABOMINO!? É QUE EU SOU CATÓLICA! TRADICIONAL< E JÁ ASSISTÌ 2CULTOS ECUMÊNICOS E NÃO TEM NADA HAVER COM O QUE EU PREGO! E TENHO FÉ!!!!!!! É SÓ ISSO! ENTÃO???? EU NÃO SOU DE ACORDO QUE AS RELIGIÕES SE JUNTEM!!!!! PORQUE PRA MIM??????????? A CATÓLICA É QUE TEM CRÉDITO!!!!! AS OUTRAS??? CADA UM SEGUI O QUE QUER!!!!!!!!!!!!

    Cheap Logo Design 16 Setembro, 2009 11:30
  • Observando as respostas dos demais colegas, e atento aos acontecimentos na faixa de gaza, a religião esta se tornando um belo método para acabar com um grande problema de nossa atualidade:
    a SUPERPOPULAÇÃO mundial.

    LUDEAR!! 16 Setembro, 2009 11:30
  • ecumenismo entre religiões só vai ocorrer depois que acontecer o ecumenismo entre as pessoas, não antes.

    Artista sem nome 16 Setembro, 2009 11:30
  • Mas eu não abomino o ecumenismo.

    cristão 16 Setembro, 2009 11:30
  • Olha só, eu acredito em Deus..ponto final. Bjux

    peregrin 16 Setembro, 2009 11:30
  • abomino tudo que é religião!

    Celminha 16 Setembro, 2009 11:30
  • Olá
    Gostei do texto, principalmente:
    “Não há ecumenismo se antes não houver uma adesão profunda ao Senhor”
    Se o bom cristão é, acima de tudo, imitação de Cristo, e cristo é evangelho, caridade e amor … como haver ecumenismo sem antes estarmos comprometidos com Jesus e a boa nova?
    Jesus amou a todos e morreu por todos. Paulo pregou a todos. Por que nós haveríamos de esquecer esse princípio e esse fundamento?
    O ecumenismo, como ato de amor ao próximo só pode ser frutífero se a face de Cristo resplandecer sobre a nossa … caso contrário é só política de boa vizinhança ….
    Soli Deo Gloria

    WP Robot Wordpress Autoposter 16 Setembro, 2009 11:30
  • Jesus era ecumênico, gostaria de nos unir, debaixo das asas de Deus. Mas, ai veio o preconceito daqueles que acham que os pobre e analfabetos, não podem entrar nas ricas igrejas, construídas de ouro e madeira de lei, que os negros não podem se assentar ao lados dos brancos, que os gays e prostitutas não podem sequer entrar na casa de Deus.
    Colocam regras e regras nas religiões e afastam os humildes e fazem a sagrada panelinha dentro da igreja.
    Isso é uma vergonha!!

    † Wiking ? Thor 16 Setembro, 2009 11:30
  • Estimado Frei Bento,
    Conforme o Evangelho de São Joâo, Jesus orou ao Pai pela unidade de seus discípulos.
    A Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, que fez 100 anos no ano passado, segue o exemplo de Jesus Cristo. O movimento ecumênico moderno surgiu na Conferência Missionária de Edinburg, Escócia, em 1910. Como pregar um Cristo dividido?
    Assim, o movimento ecumênica vincula-se, desde sua origem, à missão, à evangelização dos povos.
    E São Paulo apóstolo é o grande nome das missões no primeiro século. Não somente ele, mas o livro de Atos nos relata suas três grandes viagens missionárias. Um outro nome importante foi S. Francisco Xavier, que no século XVI alcançou ilhas do Pacífico, chegando a Japão, e tentando iniciar a missão na China.
    Apenas uma observação: No mundo do hemisfério Norte, a Semana de Oração pela Unidade é em janeiro, mas no hemisfério Sul é na semana que antecede o Domingo de Pentecostes. Assim, ainda a teremos neste ano.
    Por um mundo sem guerras!

    Minin@ 16 Setembro, 2009 11:30
  • FREI:
    “O Vaticano tenta envolver a IASD no ecumenismo
    Em Portugal já existe um caminho ecuménico. Durante esta semana, de Norte a Sul do País, fazem celebrações ecuménicas. Na diocese da Guarda, no passado Sábado, Católicos e Adventistas do Sétimo Dia rezaram sobre o lema “Orai sem cessar”. Em declarações à Agência ECCLESIA, D. Manuel Felício frisou que o ecumenismo “está onde existe fé” porque faz parte da fé cristã, “o querer a unidade”.
    Nesta celebração – teve a presença de um pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia, Luis Carlos Fonseca, – o bispo da Guarda realçou que este mostrou “muita disponibilidade e foi compreensivo”. Com a presença de alguns membros desta comunidade cristã, D. Manuel Felício sublinhou que “ainda existem algumas dificuldades” porque “há uma tradição de separação em pontos marcantes”…
    Fonte: Ecclesia
    NOTA: Com o tema “Orai sem cessar”, a Igreja Católica mundial promove neste mês uma semana especial de atividades em prol do ecumenismo. O tema escolhido para este ano é totalmente “neutro” (comum a todos os cristãos) justamente para facilitar o processo de aproximação com as demais Igrejas Cristãs. Apesar da estratégia astuta (quem é que se recusaria a orar com outro cristão, não é mesmo?), a IASD mantém a mesma posição contrária ao ecumenismo, participando apenas como observadora em alguns eventos. O caso acima parece ter acontecido em uma igreja local com um líder local, e não implica na aceitação do ecumenismo por parte da IASD em Portugal, fato comprovado pela não adesão da IASD ao Conselho Português das Igrejas Cristãs (COPIC), órgão promotor do ecumenismo em Portugal.”
    Porque a ideia não pode ser propagada no mundo todo e no coração de TODOS os CRISTÃOS?
    Cristo, afinal, não vive em todos nós?
    LUZ!

    Nielk46 16 Setembro, 2009 11:30
  • Se vc fizer um estudo profundo do pensamento de CRISTO, vcs verão que o movimento ecumênico aceita e concorda c/ o pecado, e não leva o pecador ao arrependimento e acaba tornando o sacrifício de CRISTO em vão.
    Existe pessoas que serve a varias religiões e Deuses diferentes, servindo a vários deuses. Na verdade este movimento só têm um objetivo que é atrapalhar o plano da salvação de CRISTO na cruz e fechar o reino dos céus aos homens, conforme esta passagem
    De Paulo:
    1ª CORÍNTIOS 10
    21 Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.
    22 Ou irritaremos o Senhor? Somos nós mais fortes do que ele?
    23 Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam.
    Mt 23.13
    “Mais ai de vós escribas e fariseus, hipócritas! Pois que fechais aos homens o reino dos céus; e nem vós entrais nem deixais entrar aos que estão entrando.”
    Lc 11.52)
    “ai de vós, doutores da lei, que tiraste a chave da ciência; vós mesmos não entrastes, e impedistes os que entravam.”
    CRISTO é amor mas ele tb é justiça, ele não foi preconceituoso aqui na terra, pq ele não veio p/ os sãos mas veio p/ salvar os pecadores, ele não veio p/ julgar o mundo, mas veio p/ salvá-lo, e quem não crer será julgado e condenado na ressurreição do ultimo dia(JOÃO 12:47).
    LUCAS 12
    4 E digo-vos, amigos meus: Não temais os que matam o corpo e, depois, não têm mais que fazer.
    5 Mas eu vos mostrarei a quem deveis temer; temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, vos digo, a esse temei.
    Ele nunca fez acepção de pessoas pecadoras, inclusive ele chegou até de entrar na casa dos pecadores p/ levar as boas novas (MT 9:9,13). Ele se dirigia até estas pessoas com as suas parábolas maravilhosas, anunciava a salvação e perdoava os pecados, em troca ele pedia p/ estas pessoas não continuarem no pecado. Algo totalmente diferente deste movimento que é liberal com o pecado, no qual quem for contra ou não querer participar desta aliança do mal é taxado de fanático.
    Somos a favor da liberdade religiosa “até debaixo d’água’’, todas as crenças merecem todo o nosso respeito e estes tem a liberdade e o direito de expressar sua fé como quiserem. Uma coisa é o direito a liberdade religiosa, outra é dizer que outras religiões tem uma doutrina semelhante a dos evangélicos. São doutrinas totalmente distintas. Não pode haver um ecumenismo entre ambos.
    Devemos dizer não à intolerância religiosa, e também não ao ecumenismo, mas sempre respeitando a principal virtude cristã que é o amor.
    A nossa luta é contra as potestades e não contra a carne.
    ARREPENDEI-VOS E CONVERTEI-VOS ANTES DA VOLTA DO SENHOR JESUS!!!
    PODEM ME DENUNCIAR, QUE EU VOU POSTAR ESTA PERGUNTA NOVAMENTE!!!

    martha cappy 16 Setembro, 2009 11:30
  • Viva o ecumenismo!
    Só não esqueçamos o que está por trás dele. Para reflexão, leiamos o texto que o próprio Frei postou:
    “Existem aqueles e aquelas que, abominando o ecumenismo, abominam o mandado de Jesus e a palavra de São Paulo, e glorifiquemos a Deus por aqueles e aquelas que buscam o Senhor, de coração sincero, ampliando assim a família cristã no mundo, *num mundo que precisa cada dia mais Cristo, que precisa mais de salvação*.”
    “Num mundo que precisa cada dia mais do Cristo (ainda que não saiba disso)”…
    precisa dizer mais?

    Servo 16 Setembro, 2009 11:30
  • Muito interessante o seu texto.
    Neste dia, Domingo, onde em muitas celebrações se ouviram vozes entusiasmadas sobre o assunto, homilias inspiradas, sermões apaixonados, o Senhor está por certo a fazer o seu trabalho em nossos corações, abrindo-nos mais um pouco para essa necessidade tão humana e ao mesmo tempo tão divina de nos fazermos um só na pluralidade.
    Mas é necessário haver muita paciencia e mansidão nestes caminhos feitos de avanços e recuos. Ortodoxos, adventistas, presbiterianos, anglicanos, anabaptistas, metodistas, e tantas outras sensibilidades caminhando sob a Fé comum através da Palavra de Jesus.
    A Igreja Católica Romana expressou sua adesão ao ecumenismo no Concílio Vaticano II (1962-1965), através do Decreto acerca do Ecumenismo (Unitatis Redintegratio). O Papa João Paulo II reafirmou o ecumenismo como essencial para a fé cristã na Encíclica Ut unum sint (“Que todos sejam um”).
    Quando se fala de ecumenismo, lembro-me sempre da comunidade de Taizé, fundada por Frère Roger (Irmão Roger), que tantos milhares de pessoas tem influenciado, particularmente jovens.
    Lembro-me do exemplo dado no Brasil pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC), e em Portugal pelo Conselho Português das Igrejas Cristãs.
    É bom tudo isto, é caminho. Como para mim, também é caminho, a aproximação com todas as correntes espirituais do Mundo, com todos os homens e mulheres cujo pensamento contribui para a libertação das misérias deste mundo.

    Fabio 16 Setembro, 2009 11:30
  • Meu caro amigo ( Aliàs, você não é meu amigo, porquê ?) Vivemos uma sociedade, sem escrúpulos, vivemos uma sociedade, sem maneira de vivência, vivemos sem EDUCAÇÃO…sou espírita , como sabeis, mas como posso respeitar ao católico, ao, evangélico, ao ubandista,, e até aos espíritas, senão possuo respeito? Olhas Frei… sou muito humanitário, e o serei sempre…. mas, respeito, não há….não me importo, porque sigo as palavras de Jesus…. Felizes são aqueles, que são pisados… e eu sou, todo dia…. mas ñão me importo,, vivo minha fé, vivo minha doutrina… que se faça fé aos nossos amigos. Nando

    gabcoe43 16 Setembro, 2009 11:30
  • Frei Bento.
    Sem querer por água fria em tua fervura, mas já pondo:
    Como podem caminhos tão diversos se unirem no comum e deixarem o Verdadeiro, tão divergente de fora?
    Uma boa parte das religiões praticam rituais mais ou menos formais, inclusive com paramentações próprias e as que já abandonaram essas práticas? Deverão novamente se submeterem a esses rituais que são anticristãos? Nem Cristo Jesus e nem Seus Discípulos falaram alguma vez em missas, cultos ou outro qualquer tipo de ritual.
    E o Batismo, como é que fica? Em crianças ou em adultos? Por imersão nas águas de um lago ou rio, no mar ou na pia batismal?
    Ou será que ainda não abandonaram o batismo de João?
    Poderia extender-me muito mais, mas acredito que esses simples exemplos são suficientes para nos mostrar que o Ecumenismo é uma UTOPIA.
    Por outro lado, os Evangelhos nos atestam que o CRISTIANISMO seria Restaurado no Final dos Tempos e RESTAURAR, jamais foi juntar coisas desiguais, mas sim trazer algo de NOVO, DIFERENTE.
    Ou vamos continuar tentando por Vinho Novo em Odres Velhos?
    Felicidades.
    VR.

    nando 16 Setembro, 2009 11:30
  • Espero que não se sintam ofendidos com o meu ponto de vista e nem com minha maneira de expressão. Não tenho nenhum preconceito com os católicos, e me considero amigo de todos aqueles que querem formar uma amizade sadia independente da sua opção religiosa. Agora, uma coisa tenho a dizer, quando se fala em assuntos doutrinários, jamais me omitirei em falar a verdade com respeito aquilo que tenho aprendido na palavra de Deus.
    Com respeito ao ecumenismo eu sou completamente contrário essa idéia, por considerar uma estratégia diabólica. Vocês já viram aquele ditado popular que: “Quando não pode com ele, alhie-se a ele?”, pois bem, desde os tempos da Roma imperial o diabo começou a se utilizar dos imperadores para tentar barrar o crescimento da Igreja de Cristo. Nessa ocasião muitos cristãos fiéis foram jogados às feras no coliseu romano, outros foram queimados vivos, outros crucificados, enfim, vários métodos bárbaros foram utilizados para suprimir a fé cristã. Mas, o que aconteceu? Os cristãos foram extintos? não, pelo contrário: O contigente aumentou. Na idade média já com a Roma papal não foi diferente. Quem não conhece a história dos tribunais da inquisição instalados na Europa? Mas nada disso adiantou. As portas do inferno não prevaleceram contra a Igreja de Cristo. Sabedor de que a violência é um método ultrapassado e incapaz de deter a marcha do crescimento dos evangélicos, o diabo agora quer se alhiar a eles, pois assim eles deixam a pureza doutrinária. Deixando a pureza doutrinária, os cristãos deixam de se identificar com Cristo, para se identificar com o seu opositor.
    Então, já que a igreja católica é a mais interessada nessa questão de ecumenismo, porque ela não abre mão de ter o papa como chefe para ter apenas Jesus como a cabeça da igreja; não abre mão das tradições humanos e dogmas que contrariam os mandamentos de Deus, para se unir aos evangélicos e a verdadeira doutrina? Neste caso, se isso chegasse acontecer eu estaria de pleno acordo. No entanto, isso é algo que jamais acontecerá, pois o propósito do Papa não é o de unir os cristãos em torno de Cristo, mas, em torno de si.
    Que Deus possa abrir a mente dos evangélicos que fazem parte do Conselho Mundial de Igrejas, e são a favor desse movimento diabólico.
    Por favor, não exclua esta resposta, pois não tenho nada contra os católicos apenas não concordo com seus ensinamentos.

    Velho Riozinho 16 Setembro, 2009 11:30
Loading...