As Palavras do Senhor

Você Sabe Separar O Indivíduo Da Religião A Qual Ele Pertence?

As vezes associar a pessoa a sua religião não chega a ser de forma negativa.
O problema é quando fazemos de forma excludente, ou pejorativa.
Eu tenho amigos de religiões diferentes, e após algum tempo de convivência não consigo mais olhar para a pessoa e primeiro lembrar a religião.
Hoje meus amigos mais próximos de religiões diferentes quando começam a conversar comigo eu primeiro lembro recordo a pessoa em si.
E as vezes, até esqueco qual a religião que ela pertence.
Beijos


Comments to Você Sabe Separar O Indivíduo Da Religião A Qual Ele Pertence?

  • Não separo porque nem me interesso pela religião do outro. Meu livre arbítrio é incondicional, não só para mim, cada um que siga o que lhe convier ou não siga nada.
    Mas, cada um é fruto de tudo o que pensa e faz, então, não há como fazer essa abstração. Você é o que e como é, porque é atéia e isso é que a faz uma pessoa singular, única, assim como quem professa uma religião, ele(a) é o que e como é devido aos seus conceitos e isso é que me atrai no ser humano, essa riqueza e individualidade dentro da unicidade do Universo!

    Or 31 Agosto, 2009 2:27
  • Sempre fui educado no sentido de respeitar meu semelhante, tanto pela família como pela minha religião.
    Aprendi cedo que meu direito começa onde termina o direito do outro.
    Por mais que as individualidades das pessoas me incomodem sempre as aceito e também exigo que me respeitem.

    druida (mulher) 31 Agosto, 2009 2:27
  • Acho que isso é impossível. Afinal, quando alguém se dedica a uma religião, a mesma passará a ser uma parte importante de sua conduta, do seu modo de “estar no mundo”. Portanto, será um dos organizadores de sua personalidade. Tentar separar um indivíduo de sua religião seria enxergá-lo de forma parcial. Mais do que isso, de forma até equivocada. O mesmo pode ser aplicado aos ateus: se alguém procurar enxergar a Shaiya dissociada de seu ateísmo, estaria te enxergando de forma irreal, pois seu ateísmo é um dos poderosos organizadores de seus referenciais de mundo.
    Porém, pode-se tentar compreender alguém sem levar em conta os rótulos pré-concebidos que se tenha sobre determinada religião, afinal cada pessoa integra suas crenças de forma única, produzindo identidades únicas. E é o modo mais (ou menos) saudável e abrangente pelo qual as pessoas instalaram suas crenças dentro de si mesmas que as fazem parecer mais (ou menos) interessantes.
    Um abraço.

    Vicente @. Do livro 31 Agosto, 2009 2:27
  • Depende da pessoa e da religião…rsrsrsrs
    Tem pessoas que absorvem aquilo de certa forma que só enxergam a religião em sua frente. Qualquer coisa é motivo: um livro, um filme, um bate papo, a profissão e etc…
    Essas pessoas nem quero contato!
    E tem religiões onde é um pré-requisito você abdicar de uma vida normal, e passar a vive-la intensamente, deixando-a penetrar em áreas que não dizem respeito a religião, como a vida pessoal.
    Pessoas dessas religiões, nem quero contato!
    Agora pessoas que tem sua religião como algo para si só, não faço distinção.

    Moreno 31 Agosto, 2009 2:27
  • Da religião sim, da religiosidade não é muito possível…
    Religião é secundário, ser evangélico, pagão, ateu, não influencia no caráter ou na personalidade, mas a forma como se encara isso, sim, por exemplo, um evangélico pode ser gente boa, ou um fanático, no segundo caso, a religiosidade problemática, que leva ao fanatismo, e não a religião, e sim a forma de encarar esta…

    Gangrel_ 31 Agosto, 2009 2:27
  • Sim, eu sei…
    Trato as pessoas com respeito, isso independe da religião, cultura, raça, ou orientação sexual
    Para mim as pessoas, são pessoas, e merecem ser tratadas como tal; Pois da cana, é preconceito, e cá para nos né querida, quem descrimina um ser por aquilo que ele pença…. faiz favor, é ridiculo no minimo!! Pobre e nú.
    Abraços
    Lu2

    Pagan_Natural (Maligno) 31 Agosto, 2009 2:27
  • Oi, Shaiya,
    Acho que sei, sim!
    O problema é quando a pessoa se deixa “tomar” de tal forma pela religião, que se torna praticamente inseparável dela… um fanático, por exemplo, é tão “adoecido” que todas as suas características boas somem, e não encontram espaço para se exteriorizar.
    Aí, não há imparcialidade que sobreviva!
    Beijos

    Lebre Grande 31 Agosto, 2009 2:27
  • “A regra de ouro consiste em sermos amigos do mundo e em considerarmos como uma toda a família humana. Quem faz distinção entre os fiéis da própria religião e os de outra, deseduca os membros da sua religião e abre caminho para o abandono, a irreligião.”
    Gandhi

    Dani 31 Agosto, 2009 2:27
  • Nunca me importei com isso, mas confesso que eu tenho um pé atrás com pentecostal. Lógico que eu trato bem, sempre. Mas sempre fico com uma pulguinha atrás da orelha. Principalmente quando começam a falar da sua crença logo após me conhecer.É chato falar isso, eu sei. Paciência.
    Beijos.

    Mazé 31 Agosto, 2009 2:27
  • Amiga,
    Com toda certeza, pra mim, religião não mede caráter de ninguém.
    Sou católica, meu namorado é evangélico, meu irmão e muitos da minha família e amigos são espíritas e também tenho amigos ateus.
    Beijos e excelente semana

    Marta T 31 Agosto, 2009 2:27
  • Sim, eu sei…
    Trato as pessoas com respeito, isso independe da religião, cultura, raça………
    Para mim as pessoas, são pessoas, e merecem ser tratadas como tal;

    ? CSpade ? A Punk de Peruca ? 31 Agosto, 2009 2:27
  • Confesso que eu tenho uma certa dificuldade,principalmente no que se refere aos crentes pela prepotência e soberba,características marcantes neles.

    . 31 Agosto, 2009 2:27
  • Respeito e caráter, independem desta ou aquela crença religiosa; ou mesmo para aqueles que se abstém.
    Beijos e boa semana.

    Angel Darkness 31 Agosto, 2009 2:27
  • Respeito qualquer individuo e qualquer religião, a partir do momento em que todos me respeitem tambem.

    Ana - Kayare 31 Agosto, 2009 2:27
  • A verdadeira fé em Jesus transforma a pessoa, portanto é uma unidade, que não da para separar. Na fé.

    dicoboti 31 Agosto, 2009 2:27
  • Com certeza.
    Respeito todas as religiões e os ateus também.
    Somos todos buscadores da verdade.

    peterjos 31 Agosto, 2009 2:27
  • À princípio sim,respeito à todos indiferente da crença a qual pertença,basta não me chatear com trechos bíblicos.

    Healthcare Reform NOW! 31 Agosto, 2009 2:27
  • Sei sim,tenho o maior respeito pelas pessoas em geral.

    Elektra 31 Agosto, 2009 2:27
  • Só dar para saber pelas suas palavras.!!!

    Marcelo 31 Agosto, 2009 2:27
  • Sei, mas é meio complicado.

    ?Libertando os Cativos? 31 Agosto, 2009 2:27
  • Eu sei, mas muitas vezes eles mesmos é que não sabem. Pode reparar na quantidade enorme de pessoas que chega a perder sua individualidade por conta do que diz o líder de sua igreja.

    Raphael L 31 Agosto, 2009 2:27
  • Meus amigos podem responder por mim: com certeza!
    =]

    Marco Antônio o original 31 Agosto, 2009 2:27
  • Eu sei, e eles sabem???
    Bjs!

    Bobo da corte 31 Agosto, 2009 2:27